Açoriano Oriental
Açoriana ganha Prémio João Lobo Antunes

A médica interna de neurologia Ana Raquel Barbosa recebeu prémio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, no valor de 40 mil euros, para investigação sobre doença de Parkinson

article.title

Foto: Direitos Reservados
Autor: Paula Gouveia

“Não fui daquelas crianças que dizia que queria ser médica”, diz Ana Raquel Barbosa. Mas, depois de feito o 12.º ano em São Miguel, foi o curso de Medicina na Universidade Nova de Lisboa que escolheu. “Tinha de ter uma profissão que lidasse com pessoas”, explica, e foi ao longo do percurso académico que foi ganhando a certeza da sua vocação.

A opção pela especialidade em Neurologia surgiu mais tarde durante o estágio. Diz que talvez tenha tido influência uma coincidência com o seu primeiro doente. “O primeiro doente que vi quando estava a fazer estágio tinha a doença de Machado Joseph, doença prevalente nas Flores e em São Miguel”, explica.

No entanto, é a doença de Parkinson que lhe tem tomado o tempo, dividido entre a Urgência hospitalar e consultas, e o seu interesse pela investigação.


Ler mais na edição desta terça-feira, 24 junho 2019, do jornal Açoriano Oriental



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.