Política

Açores são a única parte do país capaz minimizar efeitos da crise

Açores são a única parte do país capaz minimizar efeitos da crise

 

Lusa/AO online   Regional   28 de Nov de 2011, 14:11

O vice-presidente do Governo Regional dos Açores disse hoje que a região é a "única parte do território nacional" capaz de minimizar os efeitos da crise através de apoios que dará a famílias e a empresas.
"Felizmente para os açorianos, vivemos na única parte do território nacional que tem possibilidade de disponibilizar recursos para minimizar os efeitos na Região, das medidas restritivas tomadas a nível nacional", afirmou Sérgio Ávila.

O governante, que falava na apresentação das propostas do Plano e Orçamento da Região para 2012, no Parlamento dos Açores, adiantou que ao contrário do resto do país, nos Açores discute-se o que é possível apoiar.

"Por termos conseguido assegurar o equilíbrio das nossas contas públicas, não estamos hoje a discutir que apoios vamos retirar, mas que apoios podemos atribuir com os recursos disponíveis que temos", frisou durante a discussão que decorre na cidade da Horta.

Sérgio Ávila lembrou também que o Orçamento da Região para 2012 prevê a manutenção dos mesmos montantes de receitas próprias da Região, que deverá rondar os 563 milhões de euros.

Mesmo assim, as verbas inscritas no Orçamento Regional para o próximo ano determinam uma diminuição de 3,4% em relação ao Orçamento de 2011, que resulta da diminuição das transferências do Orçamento do Estado e da redução em 53% do recurso ao endividamento.

Por essa razão, os Açores vão diminuir em 2012 a sua dependência das receitas exteriores, ao mesmo tempo que aumentam o rácio de autonomia financeira.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.