Vamos os dois em silêncio - sem necessidade de o preencher, de o perturbar, sem mais precisar. Tu não gostas muito de falar, e eu nada quero ouvir. Temo-nos a nós e ao momento e isso parece bastar. Não tenho de fabricar conversa de ocasião, polvilhada de lugares-comuns entediantes, basta-me...