Açoriano Oriental
Açores/Eleições
"Voto no PS garante rumo firme, sério e experiente"

O presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, defendeu que o voto nos socialistas nas regionais de domingo garante um "rumo firme, sério e experiente" para a região na superação da atual "tormenta" provocada pela pandemia.

"Voto no PS garante rumo firme, sério e experiente"

Autor: Lusa/AO Online

Falando hoje de manhã em Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel, o socialista usou a ‘imagem’ de um barco que atravessa uma tempestade.

"A pior coisa que pode acontecer é ter três ou quatro que querem agarrar no leme" e rumar em diferentes sentidos, disse, aludindo aos partidos da oposição.

E prosseguiu: "No próximo domingo, em sentido figurado, é também isso que está em causa".

Vasco Cordeiro recandidata-se a um terceiro e último mandato como presidente do Governo dos Açores.

Falando num posto de leite, onde esteve antes de uma ação de rua no concelho micaelense, o socialista reiterou a "necessidade" de os Açores terem "estabilidade" para enfrentarem os desafios provocados pela covid-19.

"Basta ligar a televisão ou a rádio para perceber aquilo que está a acontecer por todo o mundo e também no nosso país", acrescentou.

Questionado sobre declarações do líder do PPM na região, que disse à agência Lusa ter informações de que um eventual futuro executivo do PS se prepararia para encerrar a Azores Airlines, transportadora do grupo SATA que opera de e para fora da região, Vasco Cordeiro foi perentório: "Eu sei que o PPM está em desespero. Mas também não é caso para um desespero delirante. Isso é absolutamente disparatado e falso".

O candidato defendeu hoje também o reforço da fiscalização do rendimento social de inserção, defendendo ser necessário "olhar de forma mais rigorosa para esta questão".

"Quem precisa de apoio deve ter todo o apoio de que precisa. Quem preguiça deve ser fiscalizado de maneira a não abusar do trabalho dos outros", considerou.

A campanha, que arrancou em 11 de outubro, decorre até sexta-feira.

Nas regionais açorianas existe um círculo por cada uma das nove ilhas (São Miguel, Terceira, Faial, Pico, São Jorge, Graciosa, Santa Maria, Flores e Corvo) e um círculo regional de compensação, reunindo os votos que não foram aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.

Ao todo, são 13 as forças políticas que se candidatam aos 57 lugares da Assembleia Legislativa Regional: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP.

Nas anteriores legislativas açorianas, em 2016, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos). O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos expressos, também um.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.