Telecomunicações

Vodafone abre call center na Covilhã


 

Lusa/AOonline   Economia   16 de Out de 2008, 16:10

A Vodafone inaugura sexta-feira um call center (centro de atendimento) na Covilhã que vai permitir criar 500 novos empregos até 2010 e representa um investimento de dois milhões de euros, disse à agência Lusa um administrador da operadora de telecomunicações.
A abertura do call center da Covilhã, cujo investimento é repartido pela Vodafone, Teleperformance e Câmara Municipal da Covilhã, conta com a presença do secretário de Estado Adjunto da Indústria e da Inovação, António de Castro Guerra, e o presidente da autarquia, Carlos Pinto.

    O presidente da Vodafone Portugal, António Carrapatoso, e o presidente do Supervisory Board do Grupo Teleperformance, Daniel Julien, também estarão presentes na inauguração do Call Center Teleperformance.

    De acordo com o administrador de marketing, vendas e operações da Vodafone Portugal, António Coimbra, o call center está equipado com a mais sofisticada tecnologia IP da Vodafone e vai permitir prestar serviços de atendimento telefónico, e-mail e chat aos Clientes.

    "Vai permitir a criação de 300 postos de trabalho na primeira fase [até ao final do ano], podendo alcançar 500 novos empregos até 2010", disse.

    O responsável defendeu que o call center da Covilhã vem responder às crescentes necessidades do Serviço de Apoio a Clientes da Vodafone, prevendo-se que ali seja processado cerca de 10 por cento do volume de atendimento global daquele serviço.

    Segundo António Coimbra, o call center irá potenciar o desenvolvimento de outro tipo de actividades, assim como o aprofundamento das relações com a Universidade da Beira Interior, "permitindo a realização de projectos de âmbito mais alargado e tirando partido da dimensão internacional da Vodafone".

    Questionado pela Lusa sobre as razões da escolha da Covilhã para instalar o seu novo Call Center, António Coimbra destacou a "elevada qualidade e formação dos recursos humanos existentes nesta zona do país", designadamente no plano académico.

    As operadoras portuguesas de telecomunicações têm apostado na abertura de centros de apoio ao cliente em cidades do interior do país, porque a rotatividade dos recursos humanos é menor do que nos grandes centros urbanos e existe mão-de-obra qualificada.

    A Vodafone tem contact centers em Lisboa (desde Outubro de 1992) e Porto (desde Março de 1995, tendo sido alargado em Julho de 2001) e de gestão em parceria em Lisboa, Braga, Setúbal, Gaia e Covilhã.

    A Vodafone foi a primeira empresa em Portugal a oferecer um serviço de apoio ao Cliente disponível 24 horas por dia, recebendo os Contact Centers cerca de 1 milhão de contactos por mês.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.