Vítor Constâncio defende importância da união bancária

Vítor Constâncio defende importância da união bancária

 

Lusa/AO online   Economia   5 de Nov de 2013, 17:06

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vítor Constâncio, afirmou esta terça-feira, em Madrid, que uma das principais lições a tirar da crise europeia "é a importância de construir uma união bancária genuína".

 

Num discurso na abertura de uma conferência internacional organizada pelo Banco Santander, em Madrid, Constâncio defendeu que a zona euro "precisa de uma melhor governação das políticas financeiras".

"O sistema descentralizado de supervisão que tínhamos antes da crise, baseada na simples cooperação entre os supervisores nacionais, não permite isso", considerou.

Para o vice-presidente do BCE, "um mercado financeiro único, com uma moeda única, precisa de um sistema de supervisão comum - e ao lado disso, de um mecanismo único de resolução".

"Com o desenvolvimento da união bancária, estamos a criar as condições para um setor financeiro mais estável no futuro e um melhor funcionamento da união monetária", afirmou.

Na conferência com o tema "Banca para o Futuro: Construir Novas Fundações", o presidente do Banco Santander, Emílio Botín, disse que uma Europa "mais integrada e sólida" ajudará a recuperar a confiança no euro e na banca europeia, e servirá para romper definitivamente o círculo vicioso entre a dívida soberana e a bancária.

Nesse sentido, disse, a união bancária servirá para recuperar a confiança e permitirá que o crédito realmente flua, dando um maior contributo para o crescimento económico.

Para o banqueiro, torna-se essencial avançar para a implementação de um supervisor único na Europa, "um passo decisivo e irreversível" no processo de integração financeira que deve ser acompanhado de um mecanismo único de resolução.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.