Açoriano Oriental
Videojogo ‘made in’ Açores quer conquistar o mundo

Chama-se “Pecaminosa” a cidade-casino dos anos 40 imaginada pela empresa Cereal Games que, até ao final de 2020, vai ser distribuída mundialmente através das maiores plataformas de videojogos do mundo - Epic ou Steam.


Foto: Carolina Moreira/AO
Autor: Carolina Moreira

rata-se do primeiro videojogo criado nos Açores, mais concretamente em São Miguel, reproduzido em arte pixel e inspirado nos filmes ‘noir’ como os “Sin City” ou os filmes de Orson Welles.

“Pecaminosa é um RPG (Role-Playing Game), isto é, um tipo de jogo em que assumimos uma personagem e fazemos o que o jogo nos permitir, desde falar com outras pessoas, entrar nos edifícios e nas lojas e comprar coisas, trocar a roupa do personagem, entrar nos casinos e jogar blackjack ou póquer, por exemplo”, explica o diretor da Cereal Games.


Ler mais na edição desta terça-feira, 28 janeiro 2020, do jornal Açoriano Oriental


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.