Unicef apela aos governos que aumentem orçamentos para área social


 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Nov de 2009, 16:40

A Unicef alertou os governos para a necessidade de aumentar os orçamentos para a área social para reduzir os efeitos da actual crise económica na vida das crianças.
A Unicef apresentou uma edição especial sobre o relatório da "Situação Mundial da Infância", na qual lembra que, nos países em desenvolvimento, choques financeiros e económicos anteriores à actual crise "causaram o aumento das taxas de mortalidade de menores de cinco anos", provocaram a "redução nas matrículas escolares", "forçaram crianças a trabalhar em ambientes perigosos" e aumentaram a insegurança.

A actual situação económico-financeira "expõe muitas crianças ao agravamento da fome, da subnutrição, da falta de oportunidades e sofrimento", alerta a directora excutiva na Unicef, Ann M. Veneman no prólogo do documento divulgado hoje, na véspera da comemoração dos 20 anos da adopção pela Assembleia-Geral da ONU da Convenção sobre os Direitos da Criança.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.