União Europeia recebe hoje Nobel da Paz

União Europeia recebe hoje Nobel da Paz

 

Lusa/AO Online   Internacional   10 de Dez de 2012, 06:08

A União Europeia, duramente afetada pela crise, incapaz de se entender sobre o orçamento e dividida no plano diplomático, vai receber hoje, em Oslo, o Nobel da Paz.

As cerimónias decorrem, como é habitual, em Estocolmo e em Oslo, na data da morte de Alfred Nobel (1833-1896). A entrega do Nobel da Paz é a primeira a acontecer, no edifício da câmara municipal da capital norueguesa.

A escolha do Comité Nobel norueguês suscitou polémica. A crise financeira na UE tem sido um teste ao espírito de solidariedade entre os países ricos do norte da Europa e os do sul endividados e sob programas de austeridade.

O prémio será entregue aos presidentes do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

Na cerimónia não estarão todos os 27 Estados-membros da UE. Entre as presenças confirmadas estão o Presidente francês, François Hollande, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho. Um dos grandes ausentes será o primeiro-ministro britânico, David Cameron.

Vários laureados com o prémio Nobel, como o antigo arcebispo sul-africano Desmond Tutu ou o líder histórico do sindicato polaco Solidariedade Lech Walesa, criticaram duramente a escolha do Comité Nobel.

Poucas horas depois, os restantes galardões - Medicina, Física, Química, Literatura e Economia - vão ser entregues numa cerimónia no Konserthus de Estocolmo. O dia termina com um banquete no salão Azul da câmara municipal da capital sueca.

Os prémios 2012 distinguiram nove homens e uma instituição. O predomínio norte-americano nas categorias científicas foi novamente evidente: cinco dos oito galardoados são originários dos Estados Unidos.

Os prémios, atribuídos desde 1901, reduziram este ano a sua dotação financeira em 20% para oito milhões de coroas suecas (cerca de 930 mil euros).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.