Irão

Três norte-americanos acusados de espionagem


 

Lusa / AO online   Internacional   9 de Nov de 2009, 17:36

Três norte-americanos detidos há três meses no Irão, depois de terem entrado em território iraniano provenientes do Iraque, foram acusados de espionagem, indicou esta segunda-feira fonte judiciária.
"A acusação que pende sobre os três norte-americanos detidos na fronteira entre o Irão e o Iraque é de espionagem e a investigação que diz respeito a este caso vai continuar", declarou o procurador-geral de Teerão, Abbas Jafari Dolatabadi, citado pela agência oficial Irna.

"O inquérito continua e num futuro não muito distante haverá uma declaração sobre este caso", acrescentou.

Em Berlim, onde se encontra para participar nas celebrações dos 20 anos da queda do Muro, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, afirmou que o Irão "não tem provas" para acusar de espionagem os três americanos detidos a 31 de Julho pelos iranianos por "entrada ilegal" no seu território.

Clinton pediu clemência às autoridades iranianas para que os três jovens sejam libertados e possam regressar a casa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.