Pequim2008

Treinador de Neto diz que fasquia estava muito alta

Treinador de Neto diz que fasquia estava muito alta

 

Lusa/AO   Outras modalidades   15 de Ago de 2008, 17:45

Fausto Carvalho, apontou "a desconcentração, as circunstâncias do momento e as actividades marginais à modalidade" como razões principais do desempenho menos positivo do judo português

O treinador de João Neto, Fausto Carvalho, apontou "a desconcentração, as circunstâncias do momento e as actividades marginais à modalidade" como razões principais do desempenho menos positivo do judo português nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Embora defenda que "os atletas não estiveram mal" e que foram criadas expectativas elevadas, Fausto Carvalho, que regressou da China, estranha que os atletas tenham estado envolvidos em jantares, recepções e campanhas publicitárias a dois/três meses dos Jogos.

"Os atletas não estiveram mal, mas as expectativas foram colocadas muito alto. Estou desiludido e triste, porque quer o João Neto, quer a Telma Monteiro, poderiam ter ido mais longe. "Achei muito estranho que os atletas pudessem estar dois/três meses antes dos Jogos envolvidos em jantares, recepções e campanhas publicitárias", criticou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.