Trabalhos retomam após poucas horas de sono e com assinatura da adesão da Croácia

Trabalhos retomam após poucas horas de sono e com assinatura da adesão da Croácia

 

Lusa/AO Online   Internacional   9 de Dez de 2011, 07:20

Os trabalhos do Conselho Europeu de Bruxelas destinado a “salvar” o euro foram retomados hoje de manhã, após poucas horas de sono para os líderes europeus, que irão de seguida assinar com a Croácia o Tratado de Adesão à União Europeia.

Depois de longas negociações em torno do reforço da disciplina orçamental, com vista a estabilizar o euro, que terminaram cerca das 05:00 locais (04:00 de Lisboa), os 27 encontram-se reunidos desde sensivelmente as 09:45 com o seu futuro 28.o parceiro, a Croácia, que hoje assinará a sua adesão ao bloco europeu, que se consumará em julho de 2013.

Todavia, o clima no Conselho Europeu é pouco dado a festividades, depois de os líderes europeus terem falhado na última madrugada um acordo a 27 sobre o reforço do euro.

O primeiro dia de trabalhos de uma cimeira por muitos apontada como a “derradeira oportunidade” de salvar o euro, encerrou com um acordo sobre o reforço da disciplina orçamental que deixará de fora pelo menos dois Estados-membros.

As tão faladas alterações aos Tratados da UE, reclamadas por Berlim e Paris, não se concretizarão a 27 - dada a intransigência do Reino Unido, acusou o presidente francês, Nicolas Sarkozy – mas apenas ao nível 17 dos membros da zona euro, no formato de um tratado intergovernamental, a que se juntarão mais seis países de fora do espaço monetário único e eventualmente Suécia e República Checa (que terão de consultar antes os seus parlamentos). De fora, tal como os britânicos, ficarão também seguramente os húngaros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.