Açoriano Oriental
Tony Blair reconhece alguma responsabilidade pelo aparecimento do chamado Estado Islâmico
O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair reiterou hoje desculpas parciais pela guerra no Iraque, reconhecendo alguma responsabilidade pelo aparecimento do autodenominado Estado Islâmico (EI).
article.title

Foto: Direitos Reservados
Autor: Lusa / AO online

 

"Posso pedir desculpas pelo facto das informações fornecidas pelos serviços secretos serem falsas", disse o antigo primeiro-ministro trabalhistas Tony Blair ao canal de televisão CNN.

No entanto, argumentou ser difícil sentir necessidade de se desculpar pela queda de Saddam Hussein: "Mesmo hoje em 2015, julgu que é melhor ele não estar lá".

"Peço desculpa por alguns erros na planificação e na compreensão do que se passou depois do regime ter caído", afirmou, reconhecendo "elementos de verdade" na ideia de que a invasão do Iraque em 2003 é a principal causa do surgimento do EI.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.