Tibério Dinis desafia produtores locais a reforçarem a aposta na qualidade da produção

Tibério Dinis desafia produtores locais a reforçarem a aposta na qualidade da produção

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   5 de Jul de 2018, 19:15

Sensibilizar os produtores agrícolas para a importância dos mecanismos utilizados na produção de alimentos saudáveis constitui uma das medidas essenciais ao reforço da qualidade e, consequentemente, da segurança alimentar na ilha Terceira e na Região.

A ideia foi transmitida pelo presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, nas Jornada da Agricultura Sustentável e Segurança Alimentar na Macaronésia, que decorreram esta quinta-feira, a Casa das Tias, na Praia da Vitória.

Segundo nota de imprensa, o encontro visou a partilha de ideias sobre o PERVEMAC - Projeto de Cooperação em Pesquisa e Desenvolvimento sobre a incidência da presença de resíduos de Produtos Fitossanitários nos Produtos Vegetais que são consumidos na área da Macaronésia, nomeadamente nos arquipélagos dos Açores, da Madeira, das Canárias e de Cabo Verde.

Na ocasião o presidente da autarquia da Praia da Vitória, afirmou que "ano após ano verificamos a importância que é dada à alimentação saudável, pois sabemos do seu impacto na persecução de uma melhor qualidade de vida na nossa sociedade”. Por isso considera que “seria fundamental envolver os nossos produtores agrícolas neste projeto, sensibilizando-os para o impacto que os processos de produção têm na valorização dos alimentos açorianos", referiu o responsável municipal.

Tibério Dinis reforçou ainda a importância de as conclusões do encontro serem aplicadas nas unidades de saúde e comunidade escolar, primando pela promoção dos hábitos de alimentação saudável.

"Esta partilha de experiências entre os arquipélagos será fundamental na concretização de conclusões que sejam aplicáveis e extensíveis às unidades de saúde, comunidade escolar e sociedade em geral, a fim de fazerem a diferença no dia-a-dia das pessoas", concluiu.

A Jornada de Agricultura Sustentável e Segurança Alimentar na Macaronésia contaram com a presença de David Horta Lopes, professor da Universidade dos Açores; Edna Lopes, do Conselho de Administração Instituto Nacional de Saúde Pública de Cabo Verde; Catalina Vega, da Direção Geral de Saúde das Canárias; Cidália Frias, da Escola Superior de Saúde de Angra do Heroísmo; de Andreia Aguiar, representante da Unidade de Saúde da Ilha Terceira; e de Tânia Cortez, Diretora Regional da Saúde.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.