Taxa de mortalidade infantil está a baixar, mas continua acima da média nacional

Taxa de mortalidade infantil está a baixar, mas continua acima da média nacional

 

Lusa/Aonline   Regional   2 de Nov de 2011, 16:12

 A taxa de mortalidade infantil nos Açores baixou três décimas de 2009 para 2010, ocasião em que o Programa de Saúde Materna e Planeamento Familiar passou a integrar o Plano Regional de Saúde, foi hoje anunciado.

"De 2009 para 2010, registou-se nos Açores uma diminuição da mortalidade infantil, passando de uma taxa de 5,4 para 5,1 por mil habitantes", afirmou o secretário regional da Saúde, Miguel Correia, salientando que esta melhoria "pode significar que os Açores vão conseguir convergir rapidamente com a média nacional".

Miguel Correia, que discursava de abertura do 1.º Congresso Internacional de Saúde Materna e Infantil dos Açores, no Hospital de Ponta Delgada, frisou que os números de mortalidade infantil e neonatal podem ainda melhorar com o novo modelo de organização de serviços, nomeadamente com a criação do 'enfermeiro de família', que atualmente apenas funciona no Centro de Saúde de Vila Franca do Campo, em S. Miguel.

"Foram dadas cinco mil consultas, de saúde infantil e de acompanhamento de gravidez e de planeamento familiar até Setembro, portanto há de facto um maior acompanhamento da gravidez", afirmou.

Miguel Correia defendeu a importância de encontros como o que hoje começou em Ponta Delgada para "questionar o modelo de cuidados de saúde materna e infantil", tendo em vista que os Açores estejam "no bom caminho" para a convergência com a média nacional.

Por seu lado, Sandra Dias, da comissão organizadora do congresso, destacou a importância deste género de encontros para os profissionais da saúde.

"Apesar das dificuldades com que nos deparamos, algumas inerentes à situação que o país atualmente atravessa, continuamos a apostar e a acreditar que estes moldes de formação contribuem muito para aprimorar a prestação de cuidados a uma sociedade que vem sendo cada vez mais exigente", afirmou.

O Congresso Internacional de Saúde Materna e Infantil dos Açores decorre até sexta-feira no Hospital de Ponta Delgada com a presença de vários especialistas, entre os quais Michel Odent, um dos pioneiros da técnica do parto na água.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.