Suspeitos da morte de soldado em Londres declarados culpados


 

Lusa/AO online   Internacional   19 de Dez de 2013, 17:20

Michael Adebolajo e Michael Adebowale, dois britânicos de origem nigeriana alegadamente radicais islâmicos, foram hoje declarados culpados do homicídio do soldado britânico Lee Rigby, de 25 anos, ocorrido num bairro de Londres em maio passado.

A decisão foi divulgada após o fim do julgamento dos dois suspeitos no tribunal penal de Old Bailey.

Michael Adebolajo, de 29 anos, e Michael Adebowale, de 22 anos, foram declarados culpados por um júri composto por 12 jurados (quatro mulheres e oito homens), que demorou cerca de 90 minutos a deliberar.

Os dois homens estavam acusados do homicídio do soldado Lee Rigby, que no passado dia 22 de maio foi morto com múltiplos cortes e quase decapitado em plena luz do dia perto do quartel onde estava destacado, localizado no bairro londrino de Woolwich.

Os dois homens justificaram o ataque como um ato de defesa do Islão.

A sentença a aplicar a Michael Adebolajo e Michael Adebowale será deliberada já em 2014, numa data ainda a divulgar, por um juiz.

Na altura do ataque, a Polícia Metropolitana de Londres informou que Rigby, que tinha prestado serviço no Afeganistão, tinha sido atropelado por um carro antes do ataque fatal.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.