Sporting exibe-se a bom nível na apresentação aos sócios com empate

Sporting exibe-se a bom nível na apresentação aos sócios com empate

 

Lusa/Ao online   Futebol   28 de Jul de 2018, 22:51

O Sporting empatou este sábado 1-1 com o Marselha, num encontro de apresentação do plantel da equipa principal de futebol dos ‘leões’ aos sócios e adeptos, apresentando-se com um futebol positivo e dominador principalmente no segundo tempo.

O tento de André Pinto, aos 61 minutos, foi curto para a exibição conseguida ao longo da partida, apenas manchada pela oferta madrugadora do reforço Viviano a Valére Germain, aos quatro minutos. Do lado da equipa de Rudi Garcia o internacional português Rolando não foi opção devido a lesão.

O novo técnico José Peseiro apresentou um onze inicial presumivelmente diferente daquele que será lançado na primeira jornada da I Liga diante do Moreirense, com os titulares da temporada transata Coates, Acuña e Bas Dost a iniciaram a partida no banco de suplentes.

Contudo, o desafio de apresentação aos adeptos não começou a correr de feição à equipa portuguesa, que sofreu um golo muito cedo e com culpas para o substituto de Rui Patrício na baliza ‘leonina’. O italiano Viviano foi displicente ao receber um passe, permitindo a Valére Germain o roubo de bola para uma finalização fácil, logo aos 04 minutos.

José Peseiro, bastante interventivo e com várias indicações para dentro do campo, acabou por ver os seus jogadores darem uma resposta imediata, ainda que sem efeitos no marcador. Com Bruno Fernandes a atuar nas costas de Montero, foi o brasileiro Wendel a assumir o meio campo e a descobrir o colombiano para a primeira grande ocasião, desperdiçada na zona de penálti pelo regressado Nani.

A ideia de que o erro do antigo guarda-redes da Sampdoria foi somente uma desatenção começou a ficar cada vez mais patente. O Sporting dominava o encontro, obrigava o Marselha a recuar no seu meio campo e voltou a estar perto de colocar justiça dentro das quatro linhas.

Ainda assim, servido por Jefferson, Bruno Fernandes, que regressou aos treinos dos ‘leões’ esta semana depois de ter rescindido, viu Amadi tirar-lhe o tento do empate.

Apesar da desvantagem, a superioridade e o bom desempenho da primeira parte convenceram José Peseiro a manter os mesmos atletas para o segundo tempo, sem que o domínio se alterasse, assim como os bons pormenores na construção, ainda que sem efeitos práticos.

Já os finalistas vencidos da edição passada da Liga Europa mantiveram a mesma toada, remetendo-se mais no seu meio campo, apostando nas transições rápidas de Bouna Sarr e Clinton Njie nos flancos.

À passagem da meia hora da segunda parte e precisamente quando cinco suplentes dos ‘leões’ se preparavam para entrar em campo, o Sporting chegou ao justificado golo do empate. Bruno Fernandes começou a fazer a diferença ao ler bem a entrada do central André Pinto, que empurrou a bola para o fundo da baliza, após uma primeira defesa de Pélé Yohann.

Já perto do fim entraram mais seis jogadores ‘leoninos’, entre os quais Bas Dost, Acuña e Coates, dando de imediato vários problemas ao guardião do Marselha nas inúmeras bolas paradas que dispuseram.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.