Liga Sagres

Sporting desperdiça dois pontos na Mata Real

Sporting desperdiça dois pontos na Mata Real

 

Lusa/AO online   Futebol   26 de Out de 2008, 21:15

O Paços de Ferreira e o Sporting empataram hoje 0-0, em jogo da sexta jornada da Liga de futebol, disputado em Paços de Ferreira
Paços de Ferreira e Sporting anularam-se hoje (0-0) na Mata Real, num desafio da sexta jornada da Liga portuguesa de futebol em que a supremacia "leonina" foi infrutífera.
Depois do FC Porto ter perdido em casa com o Leixões, o Sporting procurava recuperar a vantagem sobre os “dragões” no campeonato, mas apenas conseguiu ficar a um ponto, descolando do Benfica, que ganhou 2-1 à Naval.
É verdade que a equipa de Paulo Bento foi mais forte e dispôs das melhores oportunidades, mas hoje nem Liedson nem os seus companheiros resolveram, perante um adversário algo trapalhão e complicado de ultrapassar, que teve na segurança do guarda-redes Cássio um dos seus principais trunfos.
Com este resultado, o Sporting fica em quinto lugar com 10 pontos (Nacional e Leixões lideram com 13), enquanto o Paços de Ferreira é penúltimo com apenas dois.
O Sporting foi o primeiro a ameaçar, mas apenas de bola parada, com Cássio a segurar o forte livre de Rochemback (19 minutos). Cinco minutos depois, o guarda-redes desviou para canto um remate cruzado de Hélder Postiga.
Os “leões” romperam o equilíbrio a meio da primeira parte, altura em que Liedson (27), de cabeça, deu a Cássio nova oportunidade para brilhar.
O desafio era disputado sem grande intensidade – muito “mastigado” e faltoso a meio campo - e as oportunidades escasseavam: os locais só aos 31 atiraram à baliza, num remate cruzado de William, controlado por Rui Patrício.
A qualidade do espectáculo pouco melhorou após o reatamento, embora houvesse mais perigo, a começar numa perdida de William (50), que atirou ao lado quando estava liberto na área. 
Dez minutos depois, o avançado evitou Polga e atirou forte, faltando alguém a fazer a emenda sobre a linha de golo: a resposta foi protagonizada por Liedson, mas o seu remate foi, mais uma vez, defendido por Cássio.
Já na parte final, foram novamente os “leões” a ameaçar por João Moutinho (87) e Izmailov (94), mas o resultado não se alterou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.