Liga Sagres

Sporting de Braga cede os primeiro pontos

Sporting de Braga cede os primeiro pontos

 

Lusa/AOnline   Futebol   24 de Out de 2009, 23:07

O Sporting de Braga cedeu os primeiros pontos à oitava jornada da Liga de futebol, ao empatar 1-1 com o Rio Ave, numa partida de domínio repartido, com golos de João Tomás e Evaldo, ainda na primeira parte.

Com esta igualdade na visita a Vila do Conde, os bracarenses colocam em risco a sua liderança do campeonato, podendo ser alcançados nesta ronda pelo Benfica, que na segunda-feira recebe o Nacional da Madeira e passará para o comando se ganhar, embora em igualdade pontual.

Já o Rio Ave sofreu o primeiro golo esta temporada no seu estádio em jogos da Liga, mantendo ainda assim a invencibilidade caseira.

Os donos do terreno entraram melhor no desafio, apresentando um “arrumado” 4-3-3, que se adaptou bem a um Sporting de Braga, também em 4-3-3, mas com dificuldades para acompanhar o ritmo inicial dos vila-condenses.

João Tomás, logo aos nove minutos, deu forma ao ascendente dos locais, inaugurando o marcador com um remate de belo efeito, depois de ter ganho a bola num duelo com o bracarense Moisés, que deixou o banco minhoto a pedir falta.

Apesar da madrugadora desvantagem, os pupilos de Domingos Paciência não esmoreceram e logo de seguida encetaram a recuperação, equilibrando as manobras do meio-campo e explorando os contra-ataques nas alas.

Meyong, aos 18 minutos, deixou um primeiro aviso a Carlos, guardião dos vila-condenses, com um remate que falhou o alvo por pouco.

Perante a subida de produção do líder da Liga, acabou por não surpreender o golo do empate, apontado por Evaldo à passagem da meia hora, depois de uma boa investida de Alan, pela ala direita.

O empate reflectia o equilíbrio da partida, que até ao intervalo ainda teve dois lances dignos de registo. Aos 41 minutos, Hugo Viana obrigou Carlos a defesa atenta e, já nos descontos, Vítor Gomes não acreditou num passe de Zé Gomes, atrapalhando-se perante Eduardo.

No regresso para o segundo tempo, as duas equipas surgiram com vontade de desfazer o empate, apresentando um futebol dinâmico, embora sem grandes pormenores técnicos, que manteve o jogo em “alta rotação”.

O Sporting de Braga mostrou maior acutilância nas manobras atacantes, revelando-se como a equipa que mais vezes surgia junto da baliza adversária.

Moisés, aos 67 minutos, esteve perto de desfazer a igualdade, mas o vila-condense Zé Gomes “limpou” o lance sobre a linha de golo.

O Rio Ave mostrou maiores dificuldades para criar situações de golo nesta segunda fase e disso se apercebeu o técnico Carlos Brito, que tentou então reforçar o seu meio-campo para segurar o empate.

Os minhotos ainda carregaram na fase final, mas numa altura em que os donos do terreno tinham os caminhos para a sua baliza bem tapados, mantendo a justiça da igualdade.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.