Supertaça

Sporting conquista sétimo troféu

Sporting conquista sétimo troféu

 

Lusa/AO   Futebol   16 de Ago de 2008, 22:21

Um “bis” de Yannick Djaló garantiu ao Sporting a conquista da sétima Supertaça de futebol da sua história, segunda consecutiva, com novo triunfo sobre o FC Porto por 2-0
Um “bis” de Yannick Djaló garantiu ao Sporting a conquista da sétima Supertaça de futebol da sua história, segunda consecutiva, com novo triunfo sobre o FC Porto por 2-0.
Depois de ter terminado a época passada com uma vitória na final da Taça de Portugal frente ao “dragões”, igualmente por 2-0, o clube de Alvalade arrancou a temporada da melhor forma com a reconquista da Supertaça, graças à pontaria afinada de Yannick e à boa exibição do guardião Rui Patrício.
Na 28ª edição do troféu, o avançado do Sporting facturou aos 45 e 57 minutos, no segundo tento com brinde do estreante Sapunaru, enquanto Rui Patrício efectuou a sua melhor partida desde que assumiu o comando da baliza “leonina”, ao defender uma grande penalidade de Lucho Gonzalez.
Com este resultado, o Sporting impediu, pelo segundo ano consecutivo, o FC Porto, tricampeão nacional, de levantar a Supertaça e o técnico Paulo Bento voltou a ser o grande pesadelo de Jesualdo Ferreira, com novo triunfo sobre o “professor”.
Sem Mariano Gonzalez e Ricardo Quaresma, por opção técnica, Jesualdo Ferreira promoveu ao primeiro “onze” oficial da época o argentino Ernesto Farias, caindo Lisandro para as faixas, e apresentou quatro reforços: Benitez, Sapunaru, Guarin e Cristian Rodriguez.
Do lado do Sporting, Paulo Bento surpreendeu ao deixar Grimi e Miguel Veloso no banco e apostou nos reforços Marco Caneira, para o lugar de defesa esquerdo, e Rochemback, para o meio-campo.
Com Liedson lesionado, o técnico “leonino” colocou na frente a dupla Yannick-Derlei e voltou a confiar a braçadeira de capitão a João Moutinho, mesmo depois do jogador ter mostrado publicamente o desejo que abandonar o clube, durante a pré-epoca.
Com o encontro a ser disputado ainda por vezes em ritmo de pré-temporada, o Sporting entrou mais pressionante e tentou por duas vezes alvejar, sem sucesso, a baliza de Helton, primeiro através de João Moutinho (04 minutos) e depois por Fábio Rochemback (09).
Pouco depois, o médio brasileiro ainda pôs alguns adeptos “leoninos” a gritar golo com uma bomba que saiu muito pouco ao lado do alvo.
Após um primeiro aviso de Benitez (26), o FC Porto esteve perto de facturar, com um disparo do “meio da rua” de Lucho Gonzalez, que fez a bola embater com estrondo na barra da baliza de Rui Patrício.
Numa altura em que as duas equipas já aguardavam pelo intervalo, Yannick Djaló aproveitou um ressalto à entrada da área portista e colocou o Sporting em vantagem no marcador, ao bater o guardião brasileiro do FC Porto com um remate rasteiro.
No regresso dos balneários, o FC Porto acusou o golo sofrido e os “leões” assustaram novamente os tricampeões nacionais, mas desta vez o número “20” do Sporting não conseguiu aproveitar um erro de Bruno Alves, que atrasou mal a bola para Helton.
Quando parecia que os “dragões” queriam chegar ao empate, depois de uma boa jogada de Lucho e Lisandro Lopez que acabou com defesa de Rui Patrício, o Sporting aumentou a vantagem, novamente por Yannick (57), num lance com grandes responsabilidades para o romeno Sapunaru.
Ainda com esperanças de empatar e levar o encontro para prolongamento, o FC Porto partiu para cima da área “leonina” e obrigou Rui Patrício a duas boas intervenções, a tiros de Raul Meireles (65) e Hulk (66).
Pouco depois, o guarda-redes do Sporting esteve novamente em destaque, desta vez ao defender uma grande penalidade apontada por Lucho Gonzalez, a punir mão de Caneira na grande área.
Aos 82 minutos, Lisandro Lopez, em dia de pouca inspiração, não conseguiu mais uma vez reduzir a desvantagem, quando já na pequena área falhou a baliza de Rui Patrício, com o guardião batido. 
Com o FC Porto balanceado no ataque, os “leões” iam fazendo por pouco o terceiro tento, outra vez pelo rapidíssimo Yannick, que desta vez, com um remate enrolado de fora da área, acertou na barra.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.