Sismos na Indonésia causam três mortos e 45 feridos


 

Lusa/AO   Internacional   26 de Nov de 2007, 06:20

Os dois fortes sismos que atingiram domingo a zona oriental da Indonésia causaram pelo menos três mortos e 45 feridos, anunciou hoje fonte oficial em Jacarta.

De acordo com o balanço provisório, dezenas de edifícios foram destruídos ou danificados, enquanto a população da zona, na ilha de Sumbawa, fugiu em pânico, receando um tsunami.

    O primeiro abalo, de magnitude 6,4 na escala aberta de Richter, ocorreu ao fim da noite de domingo (hora local), levando ao alerta de tsunami.

    Horas depois, a zona foi atingida por uma réplica forte, que se prolongou por cerca de 30 segundos, o que fez com que a população fugisse em pânico para a zona das montanhas.

    Segundo um dos responsáveis pelo departamento de Desastres no Ministério da Saúde, Rustam Pakaya, os sismos resultaram em três mortos, um dos quais uma criança, e 45 feridos.

    Diversas réplicas têm abalado hoje de manhã a ilha, mantendo os habitantes acordados.

    A agência noticiosa estatal Antara anunciou que dezenas de edifícios ruíram ou sofreram danos avultados, enquanto em muitas áreas da ilha a electricidade foi cortada, incluindo num hospital, que teve de ser evacuado.

    A Indonésia, o maior arquipélago do mundo, situa-se no chamado anel de fogo do Pacífico, um arco formado por vulcões e falhas sísmicas na bacia do oceano.

    Em Dezembro de 2004 um sismo violento atingiu a vosta da ilha de Samatra, gerando um tsunami, responsáveis pela morte de mais de 230 mil pessoas em 11 países, incluindo 160 mil pessoas na província do Aceh.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.