Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos prevê "bloqueio total" dos serviços para hoje

Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos prevê "bloqueio total" dos serviços para hoje

 

Lusa/AO Online   Nacional   23 de Dez de 2013, 05:23

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI), Paulo Ralha, prevê uma situação de "bloqueio total" para hoje, o terceiro e último dia de greve, que teve início a 19 deste mês.

"Tenho informações de que na segunda-feira vai ser um bloqueio total", disse Paulo Ralha à Lusa, na sexta-feira.

De acordo com o sindicalista, o primeiro dia de greve, na quinta-feira, contou "com uma adesão maciça, acima dos 80%", com "grande demonstração de unidade e de força dos trabalhadores da Autoridade Tributária e Aduaneira".

As datas da greve coincidiram com o fim do prazo do 'perdão fiscal' concedido pelo Governo a particulares e empresas com dívidas fiscais e à Segurança Social para que as regularizassem até dia 20 de dezembro.

A greve abrange os trabalhadores das repartições de Finanças, dos postos, delegações e alfândegas de todo o país e pretende mostrar ao Governo o descontentamento com a perda de rendimento e a falta de progressão de carreira.

Para assegurar uma elevada adesão a esta greve, o STI decidiu pela primeira vez recorrer ao fundo de greve que conta com cerca de 1,5 milhões de euros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.