Açoriano Oriental
Sindicato diz que pescadores ‘pagam para serem fiscalizados’ e critica o governo

Sindicato afirma que a tutela está a ‘policiar’ os armadores, obrigando-os a adquirir, sem apoio, equipamento para a sua própria fiscalização.

Sindicato diz que pescadores ‘pagam para serem fiscalizados’ e critica o governo

Autor: Paulo Faustino

O Sindicato Livre dos Pescadores, Marítimos e Profissionais Afins dos Açores critica que o governo tenha criado legislação que obriga os armadores a pagarem equipamento para fiscalizar a sua própria atividade, sem beneficiarem de apoio da tutela na sua aquisição. 

Em causa está a portaria n.º 116/2018 cuja entrada em vigor significa que a arte de pesca do palangre de fundo passa a ser fiscalizada através do sistema de monitorização contínua (VMS) ou de localização contínua (AIS), diferente da caixa azul, a partir de 1 de janeiro de 2020. 


Ler mais na edição desta segunda-feira, 23 dezembro 2019, do jornal Açoriano Oriental



 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.