Euro/Crise

Se UE voltar a trabalhar a 27 "será bem melhor para todos"


 

Lusa/AO online   Economia   19 de Dez de 2011, 17:17

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, declarou que será "bem melhor para todos" se a União Europeia (UE) voltar a trabalhar em conjunto no combate à crise da dívida.
Questionado no Parlamento Europeu, em Bruxelas, sobre a ausência do Reino Unido no recente Tratado intergovernamental de consolidação orçamental acordado na capital belga, Draghi desvalorizou a opção individual do Estado, mas admitiu que um acordo a 27 teria sido mais vantajoso.

"Queremos avançar unidos mas por outro lado queremos também reconhecer aquelas que são as dificuldades com que se confrontam os membros da zona euro", declarou.

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, anunciou recentemente que convocou hoje os 27 Estados-membros para uma cimeira a ter lugar “no final de Janeiro, início de Fevereiro” de 2012, para implementar as recentes decisões acordadas a nível europeu, como o referido Tratado intergovernamental.

Apontando que o principal ponto da agenda é a implementação das decisões tomadas nas cimeiras de Outubro e Dezembro de 2011, “a mais importante das quais” é o Tratado intergovernamental que dá forma ao pacto orçamental, do qual o Reino Unido decidiu ficar de fora, Rompuy sublinhou que a cimeira será celebrada “a 27”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.