SATA realizou "a maioria das ligações" no 3º dia de greve de tripulantes de cabine

SATA realizou "a maioria das ligações" no 3º dia de greve de tripulantes de cabine

 

AO Online/ Lusa   Regional   20 de Out de 2019, 19:39

A companhia aérea SATA informou que "do total de 22 voos planeados para este domingo foram cancelados seis", sendo "possível garantir a realização da maioria" das ligações programadas no terceiro dia de greve de tripulantes de cabine.

"A companhia aérea SATA Internacional - Azores Airlines informa que do total de 22 voos planeados para o dia de hoje foram cancelados, até às 16 horas locais, 6 voos, correspondentes às ligações Ponta Delgada / Frankfurt / Ponta Delgada; Lisboa / Ponta Delgada; bem como o voo circular Lisboa/ Terceira / Ponta Delgada / Lisboa", refere uma nota enviada às redações.

No comunicado enviado esta tarde para "ponto da situação" do terceiro dia de greve, a SATA acrescenta que "os passageiros afetados" por estes cancelamentos foram reacomodados em voos realizados durante o dia de hoje e em voos a ter lugar na segunda-feira".

"A estes passageiros foi prestada assistência em terra, nomeadamente, alojamento e refeições", salienta ainda a companhia aérea açoriana.

À semelhança dos dias anteriores, "e embora tenha sido possível garantir a realização da maioria dos voos programados", a companhia aérea açoriana assegura que "continua a alertar os seus passageiros para a possibilidade de se verificarem atrasos nas ligações, cancelamentos e congestionamentos nos aeroportos de partida, até ao final do dia de segunda-feira último dia deste primeiro período de greve" convocado pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC).

O sindicato apresentou um pré-aviso de greve para os dias 18, 19, 20 e 21 (segunda-feira) deste mês.

De acordo com o SNPVAC, a paralisação tem-se situado estes dias nos "80% de adesão", tendo uma fonte sindical reiterado à agência Lusa que "os voos estão a fazer-se com tripulações mínimas".

No sábado, o porta-voz da SATA explicou, no entanto, à Lusa que "ao nível de segurança estão definidos os quantitativos de tripulação mínima de cabine".

"É normal, mesmo em situações que não sejam de greve, efetuarem-se voos com tripulação mínima e de acordo com aquilo que está regulamentado", acrescentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.