Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   2 de Out de 2007, 06:34

A possibilidade de os médicos poderem trabalhar a meio tempo na Função Pública, a manifestação de polícias e acusações de inspector da PJ sobre favorecimento da polícia inglesa a casal McCann estão hoje em destaque na imprensa lisboeta.
O Jornal de Notícias adianta na primeira página “Médicos vão poder trabalhar a meio tempo na Função Pública”.

    Segundo o JN, a redução de horário será permitida a clínicos que acumulam com sector privado sem perda de vínculo.

    O ministro da Saúde, Correia de Campos, admite maior flexibilidade depois de instalado sistema para controlar assiduidade, acrescenta o JN.

    “[Manuela] Ferreira Leite zangada com Marcelo [Rebelo de Sousa] é outro título do JN, referindo que a vitória de Luís Filipe Menezes abriu guerra de notáveis no PSD.

    A ex-ministra das Finanças disse segunda-feira na Rádio Renascença não admitir que sejam feitas análises de carácter quanto ao seu comportamento nas directas do PSD, referindo-se ao comentário de domingo de Marcelo Rebelo de Sousa.

    Manuela Ferreira Leite prometeu explicar em congresso atitude durante processo eleitoral.

    Ainda sobre o PSD, o JN escreve que “Marques Mendes abandona cargo de deputado e quer dedicar-se à advocacia”.

    “Europa prepara medidas para aumentar controlo dos cidadãos”, “Corte de direitos leva mais de mil polícias para as ruas” e “GNR apreende um milhão de dólares falsos e detém 14 pessoas” são outras chamadas de capa do JN.

    “Inspector da PJ acusa polícia inglesa de favorecer McCann” é a manchete do Diário de Notícias, referindo-se a Gonçalo Amaral, coordenador da investigação sobre o caso Madeleine.

    O inspector disse ao jornal que a “polícia britânica tem estado unicamente a trabalhar sobre aquilo que o casal McCann pretende e lhe convém”.

    Gonçalo Amaral comentava a notícia publicada segunda-feira e que dava conta de um e-mail anónimo enviado para site oficial do príncipe Carlos, que acusava uma ex-empregada do The Ocean Club de ter raptado a menina por vingança para com a administração do aldeamento na Praia da Luz depois de ter sido despedida.

    O destaque fotográfico do DN vai hoje para a manifestação de polícias segunda-feira no Parque das Nações para exigir melhores regalias sociais, no dia em que começou uma reunião informal dos ministros da Justiça e da Administração Interna da União Europeia.

    Na capa, o matutino destaca ainda “Apoio na vacina do cancro do colo do útero em estudo”, “Marinha salva vítima do vulcão” e “BPI investiu em banco falido”.

    O Correio da Manhã chama à primeira página “PJ procura Maddie em Espanha”, salientando uma reunião em Huelva com a polícia espanhola.

    O jornal diz que a viagem que os pais de Maddie fizeram à Andaluzia tem um espaço de duas horas por esclarecer.

    O “e-mail enviado para príncipe Carlos foi uma farsa com identidade falsa”, escreve ainda o CM.

    O jornal noticia também que o Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, vai processar Pinto da Costa, por ofensas à magistratura na biografia do presidente do FC Porto.

    “Cavaco emocionado no último adeus ao pai”, “Três mil polícias contra o Governo”, “Combustíveis rendem mais ao Fisco” e “Gripe: Vacinas já estão à venda” são assuntos abordados no CM.

    O Público puxa para a capa “Crise financeira internacional reduz lucros do sector bancário”, salientando que a produção industrial em Portugal abrandou nos últimos dois meses.

    Na primeira página, o jornal publica uma fotografia de dois polícias a mostrar os crachás de identificação, titulando “PSP: Governo escondeu o protesto de mais de 3.500 polícias em Lisboa”.

    As críticas de Manuela Ferreira Leite a Marcelo Rebelo de Sousa e a intenção de Vladimir Putin ser primeiro-ministro da Rússia, depois de terminar o segundo mandato presidencial, são outros assuntos abordados no Público.

    O 24horas revela na capa “Carolina [Salgado] acusada pelo Estado de pagar crimes com cocaína”.

    De acordo com o diário, o Ministério Público quer levá-la a tribunal por ter encomendado um espancamento e dois incêndios.

    Sobre o caso Madeleine, o 24horas indica que “Casal McCann mandou dicas de videntes para a polícia investigar”.

    O jornal adianta ainda que “Raptora da bebé de Penafiel não vai para a cadeia” e “Preço dos táxis vai subir a partir de 15 de Outubro”.

    “BPI ganha mais poder no BCP” é a manchete do Diário Económico que revela que o banco liderado por Fernando Ulrich comprou mais 0,9 por cento do capital do BCP e já tem 8,9 por cento do capital.

    Na primeira página, o DE divulga “dez regras para gerir o risco de vender e comprar casas” e faz uma comparação dos preços das casas em Portugal e na Europa.

    O económico destaca também elogios de Mira Amaral e Miguel Cadilhe ao novo líder do PSD Luís Filipe Menezes.

    “OPA sobre a PT Multimédia só depois de Março”, “Portugal aprova construção de dez novas barragens” e “Grupo espanhol Abertis quer ser aliada da PT na Televisão Digital Terrestre” são outros títulos do DE.

    O Jornal de Negócios avança na capa “Défice ameaçado por concessionárias de auto-estradas”, realçando que “as empresas resistem a entregar portagens à Estradas de Portugal, como o Governo quer”.

    Também o JdN faz hoje “um Raio X à habitação em Portugal”, destacando que meio milhão de casas está sobrelotado e que parque habitacional precisa de 200 mil novos fogos.

    O económico realça ainda “Cotadas aumentam lucros e rendibilidade no 1º semestre”, “António Mexia [presidente da EDP] suspende plano de 300 despedimentos da EDP”, “TVI exige 64 milhões de indemnização à PT” e “Fraude Fiscal: Portugal contra a inversão das regras do IVA”.

    Nos jornais desportivos o destaque vai para o desafio de hoje entre o Dínamo de Kiev e o Sporting, a contar para a segunda jornada da Liga dos Campeões.

    "Leão promete ambição" titula A Bola, sobre foto do técnico sportinguista Paulo Bento, que garante: "vamos jogar olhos nos olhos".

    O Jogo preenche a capa com uma fotografia do médio Miguel Veloso, garantindo que o Sporting vai jogar "de peito aberto" e que os futebolistas foram "educados para ganhar", na expressão de Paulo Bento.

    O Record foge ao tom dos matutinos desportivos e prefere destacar o desabafo do grego Katsouranis, do Benfica, sobre a sequência de resultados do clube: "já são empates a mais".
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.