Açoriano Oriental
Restaurante português na Alemanha vende sopas solidárias

O restaurante português “anabelas Kitchen” é um, entre os quase 70, a participar, até final de fevereiro, no projeto solidário “Sopa com Sentido” (“Suppe mit Sinn”), que apoia pobres da cidade de Berlim.

article.title

Foto: MÁRIO CRUZ/LUSA
Autor: Lusa/Ao online

Por cada sopa vendida durante os meses de novembro e dezembro de 2018 e janeiro e fevereiro de 2019, um euro reverte para a organização “Berliner Tafel”, que tem como objetivo apoiar os mais carenciados, entre eles sem-abrigo.

Sopa de abóbora ou caldo verde são dois dos exemplos já preparados por Anabela Campos-Neves no restaurante de que é proprietária há quase onze anos.

No “anabelas Kitchen” não há uma carta com o menu, a proprietária, portuguesa, nascida no Alentejo, mas a viver há 36 anos na Alemanha, vai improvisando e cozinhando “o que lhe vai apetecendo”.

A iniciativa “Sopa com Sentido” surgiu em Viena, na Áustria, mas chegou há quatro anos à capital alemã. O “anabelas Kitchen” foi dos primeiros restaurantes a juntar-se ao projeto solidário, quando ainda eram pouco mais de uma dezena os locais que cooperavam.

Cada sopa vale um euro para a “Berliner Tafel”, uma organização sem fins lucrativos que fornece alimentos doados a instituições de caridade da cidade.

“Eu não dou alternativa nenhuma”, revela Anabela Campos-Neves com humor, “se alguém não come sopa, eu espero que essa pessoa possa deixar um donativo, explico que há uma caixinha, que está selada, onde podem por qualquer coisa.”

No restaurante português, com 24 lugares, as paredes estão pintadas de verde, preenchidas com pequenas molduras com receitas de amigos e familiares, a maior parte escritas à mão, e fotos da proprietária quando era jovem.

“Não há galo de Barcelos”, diz Anabela Campos-Neves, mas na cozinha nunca faltam “os coentros, o alho e a batata doce”.

“A nossa nacionalidade e as nossas influências não nos abandonam. A minha cozinha é uma mistura, é os 36 anos de Alemanha, e os sabores das minhas origens, de Portugal. A minha cozinha é feita de lembranças”, explica a portuguesa.

A maior parte dos clientes é de origem alemã e tem recebido bem a iniciativa “Sopa com Sentido”. A angariação de fundos está a correr melhor que nos anos anteriores.

“Os alemães têm um bom sentido para essas coisas, têm muita vontade de dar quando acham que faz sentido (…) Só nos dois primeiros meses já o ultrapassámos o valor conseguido no ano passado”, refere Anabela Campos-Neves.

A proprietária do “anabelas Kitchen”, no bairro de Charlottenburg, tirou o curso de cozinha em Berlim, trabalhou em diversos restaurantes, e em março de 2018, concretizou o sonho de abrir um espaço próprio com a ajuda dos amigos e da família.

Às sopas, juntam-se pratos como feijoada com orelha de porco, ameijoas à bolhão pato, polvo, e até migas, “apesar de faltar o pão alentejano”.

Da época do Natal em Portugal, Anabela Campos-Neves recorda, com saudades “as filhós da avó.” E não esconde: “Aqui não faço, os alemães não gostam do cheiro a fritos. Mas quando vou a Portugal, como umas farturas para enganar a saudade”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.