Açoriano Oriental
Região vai introduzir a obrigatoriedade de utilização da máscara social

A Autoridade Regional de Saúde recomendou, esta tarde, a obrigatoriedade de utilização de máscaras sociais em estabelecimentos comerciais nos Açores a partir de amanhã, dia 4 de maio.

Região vai introduzir a obrigatoriedade de utilização da máscara social

Autor: Arthur Melo

O uso de máscara social em estabelecimentos comerciais nos Açores vai ser obrigatório a partir de amanhã, segunda-feira, dia 4 de maio.

A medida. que entra em, vigor amanhã em todo o arquipélago, visa prevenir a disseminação do vírus numa altura em que as medidas de restrição vai ser aliviadas nas nove ilhas do arquipélago.

Tiago Lopes, responsável pela ARS, adiantou em conferência de imprensa, no Solar dos Remédios, em Angra do Heroísmo, que "é de todo recomendável, agora, a obrigatoriedade do uso de máscaras" em estabelecimentos comerciais e em espaços fechados onde haja um pequeno aglomerado de pessoas.

A decisão foi tomada depois de nos últimos dias se ter verificado um aumento de circulação de pessoas nas ruas e em alguns espaços comerciais açorianos.

"Isto devido ao maior à vontade que se verifica por parte da população. Vimos na RTP-Açores, ontem, a forma como as pessoas se apresentavam no mercado em Ponta Delgada", exemplificou o dirigente da ARS.

Tiago Lopes recordou que as normas de etiqueta respiratória e de distanciamento social devem prevalecer na fase de desconfinamento que a partir de amanhã vai fazer-se sentir, de forma gradual, em algumas ilhas da Região.

No que diz respeito às máscaras sociais que o Governo Regional vai distribuir pela população açoriana, três por cada domicílio, o responsável da ARS voltou a afirmar que a distrbuição, embora com algum atraso, está a decorrer, sendo que nesta altura existe bastante oferta de máscaras sociais no mercado.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.