Saúde

Região já não vai receber médicos checos


 

Lusa / AO online   Regional   29 de Out de 2007, 17:38

O secretário açoriano dos Assuntos Socais anunciou esta segunda-feira que os médicos da República Checa que o Governo Regional previa contratar para colmatar a falta de clínicos no Arquipélago já não irão trabalhar nos Açores.
Falando no plenário da Assembleia Legislativa dos Açores, num debate sobre o sector da Saúde, Domingos Cunha adiantou que o novo Governo Checo entende que não os pode disponibilizar neste momento.

O governante adiantou que, só na última semana, recebeu um ofício do Governo da República Checa a dar conta de que os clínicos que tinha disponibilizado para fazerem face à falta de médicos de clínica geral e familiar nos Açores, afinal serão precisos no seu país.

O assunto foi levantado pelo deputado do CDS/PP, que criticou o facto de o Governo Regional ter prometido, há nove meses, a deslocação de médicos checos para os Açores, acusando o titular da pasta da Saúde de “criar falsas expectativas nas pessoas”.

Artur Lima acusou, também, Domingos Cunha de inércia no combate às listas de espera nos Açores, recordando que existem médicos cujo trabalho não está a ser devidamente gerido no Serviço Regional de Saúde.

O deputado do CDS/PP adiantou que alguns médicos gestores de unidades de saúde no Arquiélago não dão consultas, quando a legislação em vigor refere, apenas, que devem ter uma redução de 20 por cento no número de pacientes.

O Governo Regional lançou, recentemente, uma campanha de combate às listas de espera mas apenas no Hospital do Espírito Santo, em Ponta Delgada.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.