Roland Garros

Rafael Nadal prolonga reinado e conquista 12.º título em Paris

Rafael Nadal prolonga reinado e conquista 12.º título em Paris

 

AO Online/ Lusa   Outras modalidades   9 de Jun de 2019, 20:24

O tenista espanhol Rafael Nadal prolongou este domingo o seu reinado na terra batida de Roland Garros, ao conquistar o seu 12.º título em Paris e 18.º ‘major’ da carreira, depois de bater na final o austríaco Dominic Thiem.

Naquela que foi a sua 12.ª final disputada no ‘court' Philippe Chatrier, o jogador natural de Manacor e número dois mundial alcançou o pleno, não dando grandes hipóteses ao jovem austríaco, quarto colocado no ranking ATP, que não conseguiu evitar a derrota em quatro ‘sets’, por 6-3, 5-7, 6-1 e 6-1, em três horas e um minuto.

Depois de sofrer a primeira quebra de serviço do encontro, no quinto jogo, Rafael Nadal reagiu e devolveu de imediato o ‘break’, repondo a igualdade (3-3). Thiem não foi capaz de travar o ascendente do adversário e acabou por sofrer nova quebra de serviço no oitavo jogo, permitindo ao espanhol servir para fechar a 6-3, em 53 minutos.

Na segunda partida, embora muito equilibrada e disputada, o austríaco conseguiu colocar-se em ligeira vantagem no 11.º jogo e, perante dois ‘set points’, não perdeu a oportunidade de, por 7-5, restabelecer a igualdade no marcador daquela que foi a reedição da final de 2018, também ganha pelo espanhol, de 33 anos.

À entrada para o terceiro ‘set’, Nadal fez questão de mostrar que não estava disposto a prolongar a discussão do título - nunca disputou nenhuma das 12 finais em cinco ‘sets’ - e impôs logo de entrada um ‘break’ a Dominic Thiem, que o havia batido nas meias-finais do ATP 500 de Barcelona. E só após uma segunda quebra de serviço (4-0) Thiem conseguiu fechar um único jogo num parcial em que contabilizou somente 7 pontos face aos 24 de Nadal.

Obrigado a vencer o quarto parcial para tentar manter-se na corrida pela conquista da Taça dos Mosqueteiros, Dominic Thiem, que havia eliminado nas meias-finais Novak Djokovic, líder da hierarquia mundial, não encontrou argumentos para contrariar o favoritismo e superioridade de Rafael Nadal, que sentenciou a conquista do seu 18.º ‘major’ com dois ‘breaks’ para encerrar o duelo, ao segundo ‘match point' que dispôs.

"O Dominic já merecia ganhar aqui e espero que no futuro tenha essa oportunidade. Ganhar 12 vezes aqui é verdadeiramente incrível, não consigo explicar a sensação. Mas nunca pensei, em 2005 quando venci a primeira vez, chegar onde cheguei. É incrível", confessou Nadal, campeão em 2005, 2006, 2007, 2008, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2017 e 2018.

Apesar de Dominic Thiem ser, a par de Djokovic, um dos dois únicos jogadores a bater o espanhol no pó de tijolo pelo menos quatro vezes, na segunda final consecutiva que disputou em Paris não foi capaz de colocar um ponto final no reinado de Rafael Nadal, que embolsou ainda um prémio no valor 2,3 milhões de euros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.