Quatro em cada dez portugueses têm diabetes ou risco de a desenvolver

Quatro em cada dez portugueses têm diabetes ou risco de a desenvolver

 

Lusa/AO online   Nacional   13 de Nov de 2013, 17:34

Quatro em cada dez portugueses adultos têm diabetes ou estão em risco de a desenvolver, uma doença que em Portugal não tem reduzido o seu impacto, ao contrário do que acontece com outras doenças.

O Dia Mundial da Diabetes assinala-se na quinta-feira com o objetivo de alertar para esta realidade, com iniciativas dirigidas quer à população em geral quer aos mais jovens.

Pela cidade de Lisboa, as pessoas serão surpreendidas por bicicletas estáticas colocadas em lugares tão inusitados como paragens de autocarro, de metro, escola ou estação de comboios.

A iniciativa partiu da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) e da Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD) que pretendem deste modo criar “movimento”, mostrando que é possível incluir alguma atividade física na rotina diária.

As bicicletas de exercício são, por isso, colocadas em espaços que as pessoas frequentam no seu dia-a-dia e onde estão habitualmente paradas à espera.

“Simbolicamente é aí que queremos criar ‘Movimento’, mostrando à população que é possível incluir alguma atividade física na sua vida, muitas vezes com pequenas mudanças”, salienta Luís Gardete, presidente da APDP.

A associação alerta que a prática de exercício físico, juntamente com uma alimentação saudável, é o primeiro passo para prevenir a diabetes, contrariando o sedentarismo e combatendo a obesidade, que representa mais de 90% dos casos de diabetes tipo 2.

No mesmo dia arranca um projeto dirigido a crianças do 5º e 6º ano de escolaridade, que leva um autocarro às escolas, onde será dada formação aos alunos sobre a diabetes, a obesidade infantil e a emergência médica em caso de enfarte.

O projeto “Geração Saudável” arranca no agrupamento de escolas Bairro Padre Cruz, em Lisboa, e estender-se-á durante todo o ano letivo 2013/2014 a 40 escolas, envolvendo um universo de 12 mil alunos, pais e professores.

A equipa responsável pela formação é composta por alunos do mestrado integrado em ciências farmacêuticas e jovens farmacêuticos, que levam de escola em escola um autocarro transformado e adaptado para o efeito.

O autocarro, que estará no interior das escolas, será o espaço onde decorrem as formações através da exibição de vídeos temáticos, palestras e sessões de esclarecimento sobre a diabetes e hábitos alimentares.

Neste dia o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) deixa também um alerta para a necessidade de as pessoas conhecerem os sintomas de descompensação de diabetes, que se pode traduzir em hipoglicémia (falta de açúcar no sangue) ou hiperglicemia (excesso de açúcar no sangue).

Em qualquer dos casos é fundamental ligar o 112 e chamar a emergência médica, para evitar situações de coma ou até mesmo de morte.

A diabetes atinge mais de 371 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo que em 2012 vitimou 4,8 milhões, mais de metade com menos de 60 anos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.