PSP recebe mais 513 coletes de proteção anti-bala

PSP recebe mais 513 coletes de proteção anti-bala

 

Lusa/AO online   Nacional   20 de Ago de 2012, 15:18

A PSP recebeu mais 513 coletes de proteção balística, passando a ter 5.200 equipamentos deste tipo, um reforço da segurança dos agentes que faz parte da requalificação da força policial.

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, participou na entrega simbólica de quatro coletes a igual número de unidades da PSP, e garantiu que, mesmo em tempo de dificuldades económicas, não vai faltar o dinheiro para dar aos agentes policiais condições para desenvolverem o seu trabalho em segurança.

"Não pode, naquilo que é essencial, faltar condições para que as forças de segurança assegurem um trabalho que é absolutamente essencial para a comunidade nacional, por isso, este tipo de aquisição, que tem do ponto de vista financeiro alguma importância, é uma parte do programa que queremos concretizar", explicou o ministro.

No seu discurso, Miguel Macedo, referiu a melhoria nas instalações da PSP e a alteração nos procedimentos desta força policial.

"Vamos ter, espero que dentro de muito pouco tempo, o início de um conjunto de trabalhos de requalificação de instalações da PSP, em moldes inovadores no país" para melhorar as condições em que trabalham os polícias, mas também para poder receber melhor aqueles que se dirigem à PSP, apontou.

O governante recordou que se iniciaram "há meses" os procedimentos para adquirir novas viaturas, mas ainda não foi possível concluir o processo.

Reconhecendo que muitos dos elementos da PSP "trabalham em condições muito más", o ministro disse aos jornalistas esperar que "dentro de poucas semanas" comecem trabalhos num conjunto de esquadras e postos da GNR para conseguir melhorias progressivas.

"É importante uma rede de esquadras embora isso não signifique não se faça uma racionalização do dispositivo de esquadras, designadamente nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto", salientou Miguel Macedo.

Os 513 novos coletes, dos quais 394 são de utilização externa, resultaram de um investimento de 596,6 mil euros. A última entrega deste tipo de material tinha representado um investimento de 1,2 milhões de euros para 1.087 coletes.

Segundo o diretor nacional da PSP, Paulo Gomes, que também participou na cerimónia, a PSP passa a ter um colete de proteção balística de uso exterior para cada cinco polícias e um de utilização interna para cada 13 agentes.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.