Açoriano Oriental
PSP detém homem suspeito de cerca de uma dezena de furtos

A PSP nos Açores anunciou a detenção de um homem suspeito de mais de uma dezena de crimes de furto "recentemente ocorridos na cidade de Ponta Delgada", em São Miguel, em várias superfícies comerciais e estabelecimentos de restauração e bebidas.

PSP detém homem suspeito de cerca de uma dezena de furtos

Autor: Lusa/AO online

Em comunicado, o Comando Regional da PSP adianta que o homem, de 28 anos e desempregado, foi detido fora de flagrante delito, na noite de quinta-feira, em cumprimento de um mandado de detenção, sendo "suspeito da prática de diversos furtos qualificados".

"No âmbito da investigação realizada, considerada prioritária pelo elevado número de ilícitos e dado o alarme social, foi possível reunir um conjunto de elementos probatórios" que "indiciam o detido como o autor material de cerca de 11 crimes contra o património”, um dos quais na forma tentada, contra uma instituição bancária, refere a polícia.

Este homem, segundo a PSP, já havia sido detido em flagrante delito por furto de uma viatura automóvel, a qual se suspeita ter sido utilizada para cometer alguns dos crimes.

O Comando Regional da PSP anunciou também hoje a detenção, na ilha Terceira, de dois homens suspeitos da prática do crime de tráfico de estupefacientes.

Os dois homens foram detidos "em flagrante delito", na terça-feira, no concelho de Angra do Heroísmo, e têm 34 e 47 anos.

"As detenções foram o resultado de uma investigação que decorria há vários meses" e foram realizadas no âmbito de uma busca domiciliária e de uma não domiciliária que permitiram apreender "233 doses de heroína, quantias monetárias e outros objetos relacionados com o ilícito".

Estes dois detidos foram presentes à autoridade judiciária, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação menos grave prevista na lei, o termo de identidade e residência.

Esta medida é de aplicação obrigatória sempre que um cidadão é constituído arguido. Além da identificação do arguido, ele fica obrigado a comparecer perante as autoridades sempre que a lei o obrigar ou para tal for notificado.

A um deles foi ainda determinada a obrigatoriedade de realizar um programa de tratamento e desintoxicação.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.