Açoriano Oriental
PSD vai promover “grande encontro nacional de autarcas” no próximo trimestre

O PSD vai promover, nos próximos dois a três meses, “um grande encontro nacional de autarcas” para definir uma estratégia e mensagens comuns que permitam ao partido ter “um bom resultado” nas eleições de 2021.

article.title

Foto: JOSE COELHO/LUSA
Autor: Lusa/AO Online

No final da primeira reunião da nova Comissão Política Nacional (CPN), eleita no Congresso do passado fim de semana, o vice-presidente David Justino anunciou ainda a nomeação de Joaquim Sarmento para presidente do Conselho Estratégico Permanente, órgão em que, até agora, desempenhava funções como porta-voz para as Finanças Públicas.

“Este novo élan permitirá que, com o novo presidente, possamos atingir níveis de desempenho que o CEN precisa”, afirmou Justino, que presidiu até agora a este órgão, uma tarefa que classificou como de “pioneiro”.

Joaquim Sarmento foi eleito vogal da CPN e, como presidente do CEN, “sempre que necessário” terá presença na comissão permanente, o órgão mais restrito da direção.

“Espero que o envolvimento do partido e da sociedade civil possa ser mais efetivo para concretizar o grande objetivo do CEN: não só produzir propostas políticas públicas, mas também mobilizar militantes, simpatizantes e outras pessoas”, defendeu.

Para a Comissão de Relações Internacionais, foi reconduzido o professor universitário Tiago Moreira de Sá.

Questionado quando é que a comissão para a reforma do sistema político do PSD apresentará conclusões, David Justino não fez uma previsão de calendário, mas deixou a garantia de que serão incorporadas na discussão as mais recentes propostas feitas no Congresso.

“Há moções que foram aprovadas em Congresso que terão de ser consagradas num debate interno sobre a reforma do sistema político”, afirmou.

No Congresso, foram aprovadas duas moções temáticas com referências ao sistema político, a de Leiria e a de um grupo de militantes destacados - como Poiares Maduro e António Leitão Amaro - que defende a introdução de primárias para eleger o líder do PSD.

Sobre as autárquicas, o vice-presidente do PSD apontou que o encontro nacional - ainda sem data e local - será “um ponto de partida” para o partido arrancar a preparação destas eleições, que têm sido apontadas pelo presidente Rui Rio como prioritárias desde que foi eleito pela primeira vez, em 2018.

“Será um encontro nacional para o qual todos os eleitos quer sejam militantes ou independentes por listas do PSD serão convidados”, explicou, defendendo que é necessário definir “uma estratégia comum e adequar essa estratégia ao contexto local”.

“Uma coisa é cada candidato ter um programa, outra é definir um conjunto de ideias comuns que serão partilhadas pelos autarcas”, concretizou.

Em breve, deverá ser nomeada uma comissão autárquica, presidida pelo secretário-geral José Silvano.

A Comissão Política Nacional do presidente do PSD, Rui Rio, foi eleita no domingo no Congresso de Viana do Castelo com 62,4% dos votos.

A nova direção tem dois novos vice-presidentes, o deputado André Coelho Lima, que já era vogal da Comissão Política, e a deputada e ex-autarca de Rio Maior Isaura Morais.

Deixaram o cargo de vice-presidentes Elina Fraga e o presidente da Comissão Política Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro.

Mantêm-se como vice-presidentes David Justino, Isabel Meireles, Nuno Morais Sarmento e Salvador Malheiro e José Silvano continua como secretário-geral.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.