Açoriano Oriental
PSD diz que Plano dos Açores para 2024 dá resposta a reivindicações da Graciosa

O líder parlamentar do PSD/Açores defendeu que o Plano e o Orçamento da região para 2024, que vão ser votados em novembro, “dão resposta” a “antigas reivindicações” da ilha Graciosa.

PSD diz que Plano dos Açores para 2024 dá resposta a reivindicações da Graciosa

Autor: Lusa

“Este último Plano Regional Anual da legislatura dá resposta a antigas questões, cumprindo aquele que é o Programa do Governo e aqueles que foram os compromissos destes partidos para com os graciosenses”, afirmou João Bruto da Costa, em declarações reproduzidas pelo partido.

A coligação que integra o Governo Regional (PSD/CDS-PP/PPM) terminou hoje umas jornadas parlamentares na ilha Graciosa.

Para Bruto da Costa, que foi eleito pela Graciosa, o Plano e o Orçamento dos Açores para o próximo ano vai ao encontro de “muitas daquelas que eram as antigas reivindicações” da população graciosense.

“Estamos a falar da marina da Barra, da futura concessão para as termas do Carapacho, da aerogare, que está a ser concluída, ou do início pacífico do novo ano letivo, mostrando que existe, de facto, um processo de relação do atual Governo Regional com as aspirações dos graciosenses”, reforçou.

O Plano e o Orçamento para 2024 vão ser os primeiros a serem votados após a IL e o deputado independente terem denunciado os acordos escritos que sustentavam o Governo Regional.

Os três partidos que integram o Governo Regional (PSD, CDS-PP e PPM) têm 26 deputados na Assembleia Legislativa. Com o apoio do deputado do Chega, somam 27 lugares, número insuficiente para a maioria.

A Assembleia Legislativa dos Açores é composta por 57 deputados e, na atual legislatura, 25 são do PS, 21 do PSD, três do CDS-PP, dois do PPM, dois do BE, um da Iniciativa Liberal, um do PAN, um do Chega e um deputado é independente (eleito pelo Chega).


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados