SATA/Privatização

PSD/Açores reúne Comissão Política Regional para analisar situação

PSD/Açores reúne Comissão Política Regional para analisar situação

 

Lusa/AO Online   Regional   9 de Nov de 2018, 13:04

O PSD/Açores vai reunir-se no sábado, dia 10 novembro, para analisar a situação da SATA, nomeadamente a divulgação de documentos sobre o processo de alienação e a anulação do respetivo concurso, anunciou hoje o presidente dos sociais-democratas açorianos, Alexandre Gaudêncio.

"Marcámos uma reunião da Comissão Política Regional com urgência para analisar toda esta questão e tomar uma posição política sobre esta matéria", vincou o presidente do PSD/Açores, falando aos jornalistas após uma audiência com o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro.

Em causa estão notícias da RTP/Açores, citando documentos privados da comissão de inquérito do parlamento açoriano ao setor empresarial público, indicando que não havia uma proposta formal apresentada pelos islandeses da Icelandair, única entidade qualificada para a segunda fase da alienação, mas sim o intuito de abrir um período de negociações com a SATA.

"Isto chama-se mentir às pessoas e chama-se defraudar as expetativas dos açorianos", advogou Alexandre Gaudêncio.

E concretizou: "Perdemos quatro meses a analisar um documento que numa rápida análise se viu à partida que não houve qualquer proposta formal para a aquisição de 49%".

O concurso para a privatização de 49% da Azores Airlines foi esta manhã anulado após a divulgação de documentos que causaram um "sério dano ao grupo SATA e aos Açores", anunciou o Governo dos Açores.

Em nota de imprensa, o Governo dos Açores diz que "decidiu dar orientações ao conselho de administração do grupo SATA para anular o presente concurso público de privatização de 49% do capital social da Azores Airlines e preparar o lançamento de um novo concurso com o mesmo objetivo".

A secretária regional com a tutela dos Transportes, Ana Cunha, disse também hoje aos jornalistas que existe uma proposta formal da Icelandic para a compra de 49% da Azores Airlines e não apenas uma carta pedindo o abrir de negociações.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.