Projeto da Misericórdia da Ribeira Grande vence Prémio BPI "La Caixa" Solidário 2019

Projeto da Misericórdia da Ribeira Grande vence Prémio  BPI "La Caixa" Solidário 2019

 

AO Online   Regional   10 de Ago de 2019, 21:54

A Misericórdia da Ribeira Grande foi uma das 23 instituições contempladas das 132 candidaturas de instituições sem fins lucrativos, com projetos diversos, orientados para a melhoria da qualidade de vida e a igualdade de oportunidades de jovens e adultos em situação de vulnerabilidade social,  uma iniciativa do BPI e da Fundação “la Caixa”. O projeto premiado do Porto Seguro tem o nome de "TICnogénios".

O projeto apresentado pelo Porto Seguro denomina-se de “Onda de TICnogénios” e visa criar um inovador espaço tecnológico com o intuito de dotar os utentes de competências básicas de nível de utilização das novas tecnologias, contribuindo para combater a infoexclusão e promover a capacitação dos jovens que podem ser úteis no contexto laboral, adotando uma perspetiva de empreendorismo e empregabilidade, com ações de formação sobre a criação de oportunidades de trabalho online.

O Porto Seguro é uma estrutura de acompanhamento de jovens dos 15 aos 21 anos que se encontrem em risco ou em situação de exclusão social e tem como objetivo proporcionar apoio à integração social do jovem, de acordo com as suas características pessoais e procurando despistar e diagnosticar os aspectos mais carenciados de intervenção em termos de saúde, equilíbrio psico-afectivo, socialização e escolarização.

Os projetos distinguidos promovem diferentes respostas sociais, sobretudo projetos inclusivos dirigidos a crianças e jovens em situação ou em risco de exclusão.

O Prémio BPI Solidário insere-se na política de responsabilidade social do Banco e conta com o apoio da Fundação ”la Caixa”. As duas entidades estabeleceram um acordo de colaboração para o desenvolvimento de projetos de carácter social e cultural em Portugal após a entrada do BPI no grupo CaixaBank. Com o prémio BPI Solidário o Banco complementa o apoio concedido com os Prémios BPI Capacitar e BPI Seniores, destinados a apoiar pessoas com deficiência e os mais velhos, respetivamente.

É esperado que a realização da formação básica TIC possa certificar 50% dos destinatários com competências de utilização de computadores e softwares básicos e ao nível da edição da imagem e construção de CVs em 70% dos destinatários.

O prémio será entregue a 18 de setembro numa cerimónia no Centro Cultural de Belém.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.