Açoriano Oriental
OE2020
Presidente da República assinala "salto de 15 vezes" nas verbas para sem-abrigo

O Presidente da República assinalou que há um "salto de 15 vezes" nas verbas do Orçamento para 2020 para a integração das pessoas em situação de sem-abrigo e destacou também o compromisso da Câmara de Lisboa.

article.title

Foto: MÁRIO CRUZ/LUSA
Autor: Lusa/AO Online

Marcelo Rebelo de Sousa falava à comunicação social, durante a festa de Natal da Re-food, movimento contra o desperdício alimentar, na Igreja de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, em Lisboa, iniciativa em que participou pela terceira vez e onde ouviu apelos para se recandidatar nas presidenciais de 2021.

Questionado sobre o ponto da situação do atual Plano de Ação 2019-2020 da Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas em Situação de Sem-Abrigo 2017-2023, o chefe de Estado afirmou: "O que há de novo é que no Orçamento para o ano que vem há um salto de 15 vezes no que estava previsto de verbas para o plano dos sem-abrigo".

"E em termos de habitação em Lisboa há um compromisso da Câmara de até 2023 construir ou utilizar, pôr à disposição fogos que possam cobrir cerca de 400 famílias. Ora, isto se for replicado noutros municípios pode ser muitíssimo importante para fazer uma viragem", acrescentou.

O Presidente da República, que traçou como meta "deixar de haver sem-abrigo em Portugal em 2023", defendeu que atualmente "a habitação é fundamental" e alertou que este é "um problema que se pode agravar se, de repente, vier a crise económica".

Depois de um dia de audiências aos parceiros sociais, Marcelo Rebelo de Sousa jantou na festa de Natal da Re-food e fez um curto discurso a elogiar este projeto criado por Hunter Halder, de origem norte-americana, pedindo uma salva de palmas para todos os voluntários que ajudam a recolher e a distribuir comida que, de outra maneira, seria desperdiçada.

"Isto é Natal", exclamou.

"Todos os dias, todas as noites nós podemos fazer dias e noites de Natal. Basta olhar para uma criança, basta ajudar uma pessoa, basta ouvir o desabafo de uma pessoa triste, sofrida, só, abandonada. Basta olhar para famílias como lá ao fundo numa mesa, de oito crianças e jovens. Basta ver esses exemplos e trabalhar para as ajudar e os ajudar todos os dias. Que é uma maneira de nos ajudarmos a nós próprios", considerou.

À chegada, Marcelo Rebelo de Sousa foi de mesa em mesa cumprimentar e tirar fotografias com as pessoas que estavam a jantar. António, de 75 anos, abraçou-o e pediu-lhe para se recandidatar. "Ainda falta tanto tempo", foi a resposta do chefe de Estado.

Mais no final, enquanto acabava a refeição, Sueli, de 38 anos, abeirou-se dele também para o elogiar: "É o melhor Presidente que o nosso país já teve. O povo adora-o. É uma pessoa muito humilde, muito humana. O que eu estou a dizer é a realidade, não é filme".

No relatório da proposta de Orçamento do Estado para 2020 está inscrita uma verba de 7,5 milhões de euros para a Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas em Situação de Sem-Abrigo.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.