Açoriano Oriental
EUA/Eleições
Presidente da Câmara dos Deputados do Brasil felicita Biden, Bolsonaro mantém silêncio

O presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, Rodrigo Maia, felicitou o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, no sábado, enquanto o presidente Jair Bolsonaro, que apoiou publicamente a reeleição de Donald Trump, ficou em silêncio.

Presidente da Câmara dos Deputados do Brasil felicita Biden, Bolsonaro mantém silêncio

Autor: AO Online/ Lusa

“A vitória de Joe Biden restaura os valores de uma democracia verdadeiramente liberal, que valoriza os direitos humanos, individuais e das minorias”, escreveu Rodrigo Maia na sua conta na rede social Twitter, felicitando o presidente eleito e, em nome da Câmara dos Deputados, estreitando “os laços de amizade e cooperação entre as duas nações”.

As declarações de Rodrigo Maia ocorreram numa altura em que nem o governo brasileiro nem o Presidente Jair Bolsonaro se manifestaram sobre o resultado das eleições presidenciais nos Estados Unidos.

Bolsonaro, que já declarou publicamente admiração por Trump, a quem vê como uma espécie de modelo político, esteve no sábado em direto na rede social Facebook, abordando questões locais, mas não fez menção ao processo eleitoral que terminou na derrota de seu aliado, segundo a agência espanhola EFE.

De acordo com a EFE, Bolsonaro afirmou esta semana que Donald Trump "não é a pessoa mais importante do mundo" e esclareceu que "o Brasil continuará sendo Brasil" e manterá sua tradição de "não ingerência" nos processos internos de outros países.

Mesmo assim, fez questão de criticar Joe Biden, que questionou as políticas agressivas de Bolsonaro para o meio ambiente e, em particular, para a Amazónia, que tem sido alvo da maior desflorestação das últimas décadas.

O governador de São Paulo, João Doria, o mais forte adversário de Bolsonaro no campo conservador, enviou também uma carta a Biden para expressar o desejo de "estreitar os laços" entre as duas sociedades.

Na rede social Twitter o governador assumiu-se “feliz com a vitória do candidato eleito à presidência dos Estados Unidos Joe Biden”, que considera “um defensor da democracia e das relações multilaterais. Bom para os EUA, bom para o Brasil”, afirmou no Twitter.

Os três últimos ex-presidentes do Brasil, Michel Temer, Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva também se pronunciaram, referindo que o mundo "respira de alívio" com a vitória de Biden, o candidato presidencial que mais votos conquistou na história dos Estados Unidos.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.