Petróleo

Preços continuam altos mas não deverão baixar para os níveis passados


 

Lusa/AO online   Economia   27 de Ago de 2008, 16:53

Os preços do petróleo continuam muito altos mas não deverão regressar aos níveis registados há alguns anos, afirmou o director da Agência Internacional de Energia (AIE) Nobuo Tanaka.
“Os preços não deverão voltar aos níveis de alguns anos”, afirmou o responsável numa conferência de imprensa em Stavanger, Noruega, justificando com os constrangimentos no abastecimento.

    A AIE espera que os fundamentais do mercado aliviem no segundo semestre deste ano, antes de começarem a sofrer nova pressão em 2009.

    Apesar de ter revisto em baixa as suas previsões para a procura de petróleo este ano, devido ao aumento dos preços, Tanaka afirmou que a AIE está também a baixar as suas expectativas face à capacidade de abastecimento devido à idade dos poços actuais, aos atrasos na exploração dos novos campos e a factores geopolíticos.

    A AIE espera que a capacidade excedentária de petróleo se mantenha baixa até 2013.

    O preço do petróleo estava hoje a subir pelo terceiro dia perante previsões de que a tempestade tropical Gustav poderá afectar o Golfo do México.

    O preço do crude para entrega em Outubro estava a subir 1,4 por cento para 117,85 dólares o barril no mercado de Nova Iorque.

    O petróleo de Brent subia 1,1 por cento para 115,84 dólares o barril em Londres.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.