Açoriano Oriental
Óbito/António Marinho
PPM lembra deputado que "granjeou a admiração dos seus pares"

O PPM/Açores lamentou esta quinta-feira a morte do deputado regional do PSD António Soares Marinho, referindo que o social-democrata "granjeou a admiração dos seus pares" no hemiciclo regional.

article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: Lusa/AO Online

"Foi um parlamentar que granjeou a admiração dos seus pares pela seriedade, rigor e qualidade das suas intervenções. Tinha um elevado sentido de responsabilidade e exerceu sempre as suas funções com grande dignidade e exemplar correção institucional. Esteve sempre à altura das responsabilidades que assumiu", considerou, em nota à imprensa, o PPM dos Açores.

Os monárquicos, representados no parlamento açoriano pelo deputado Paulo Estêvão, dizem que Marinho foi um "político marcante e um ser humano excecional", um homem e um profissional "solidário, digno, leal e profundamente humanista".

O deputado do PSD à Assembleia Legislativa dos Açores António Soares Marinho morreu na noite de quarta-feira de doença súbita, aos 63 anos, confirmou à agência Lusa fonte oficial do partido.

Natural de Aveiro, António Soares Marinho era licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia – Universidade Técnica de Lisboa e foi diretor do Centro de Emprego de Ponta Delgada, diretor regional da Indústria, diretor-geral da fábrica de cervejas e refrigerantes João Melo Abreu, presidente do INOVA – Instituto de Inovação Tecnológica dos Açores e professor da Universidade dos Açores.

No parlamento açoriano, presidia atualmente à comissão de Política Geral.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.