PP negoceia com Governo propostas de alteração ao Plano e Orçamento


 

Lusa / AO online   Regional   27 de Nov de 2007, 15:00

O CDS/PP está a negociar com o Governo açoriano a aprovação de quatro propostas de alteração ao Plano e Orçamento para 2008, em áreas como a habitação, a saúde e os transportes.
Os dirigentes populares revelaram, em conferência de Imprensa, que o teor das suas propostas passa por um reforço dos apoios ao combate às térmitas, aquisição de medicamentos pelos pensionistas e tarifas promocionais da SATA nas ligações entre as ilhas.

Para o presidente da Comissão Política Directiva do CDS/PP, Renato Moura, estas propostas representam um "grande impacto financeiro" no Plano e Orçamento, razão pela qual o partido as apresentou, em primeira instância, ao Governo, antes do debate parlamentar, que hoje tem início na Horta.

Os dirigentes populares recusam-se, para já, a anunciar se o Governo vai ou não acatar as propostas, embora digam que, tudo indica, serão aceites pela maioria socialista.

"A informação que dispomos é boa, todavia, entendemos que a declaração de aceitação destas propostas por parte do Governo deverá ser dada pelo próprio Governo", sublinhou Renato Moura.

Os dirigentes populares continuam a afirmar que a aceitação destas propostas pelo executivo Regional não condiciona o sentido de voto do partido no debate sobre o Plano e Orçamento para 2008.

"Nada foi discutido em termos de ficarmos condicionados no nosso voto sobre o Plano e Orçamento, por conta das propostas, num ou noutro sentido", assegurou.

O CDS/PP foi o único partido da oposição a aceitar o repto lançado pelo presidente do Governo Regional, Carlos César, para negociar eventuais propostas de alteração ao Plano e Orçamento para o próximo ano.

O líder do PSD/Açores, Carlos Costa Neves, já tinha anunciado há duas semanas que os social-democratas iriam votar contra o Plano e Orçamento, independentemente dos socialistas aprovarem ou não as suas propostas de alteração.

O partido que sustenta o Governo (PS) tem maioria absoluta na Assembleia Legislativa dos Açores e não necessita, por isso, de nenhum acordo parlamentar para fazer aprovar o Plano e Orçamento.

O Plano do Governo para 2008 contempla mais de 690 milhões de euros para investimento, 440 milhões dos quais financiados pelo Orçamento Regional, que atinge um valor total de 1.016 milhões de euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.