2019

Portugal busca qualificação e conquista da Liga das Nações no regresso de Ronaldo

Portugal busca qualificação e conquista da Liga das Nações no regresso de Ronaldo

 

Lusa/AO Online   Futebol   20 de Dez de 2018, 08:30

A seleção portuguesa de futebol vai tentar em 2019 garantir a qualificação direta para o Euro2020 e tornar-se no primeiro vencedor de sempre da Liga das Nações, num ano em que é aguardado o regresso de Cristiano Ronaldo.

O avançado de 33 anos fez um ‘intervalo’ após a participação no Mundial2018, para facilitar a sua integração e adaptação à Juventus, o seu novo clube, e falhou toda a campanha da Liga das Nações, em que Portugal garantiu o acesso à fase final, após vencer o grupo 3, à frente da Itália e da Polónia, respetivamente.

No final de março, a seleção nacional inicia a fase de qualificação para o Euro2020, e a defesa do título, com a receção à Sérvia, o principal rival no grupo B, num encontro em que é esperado que Ronaldo volte a vestir a camisola das ‘quinas’ com o número ‘7’ e com a braçadeira de capitão.

Nesse mês, além dos sérvios, Portugal defronta também a Ucrânia, num início de campanha em que vai defrontar aqueles que são, à partida, os principais rivais para poder confirmar no final do ano um lugar direto na fase final do próximo Campeonato da Europa.

Lituânia e Luxemburgo completam o grupo B, com os dois primeiros classificados a garantirem a qualificação e com Portugal a ter já assegurado um lugar no ‘play-off’, via Liga das Nações, caso a campanha corra mal no agrupamento.

Em setembro, Portugal visita a Sérvia, naquela que é, em teoria, a deslocação mais difícil de toda a qualificação, e em outubro será a vez de ir à Ucrânia, num duelo que promete ser decisivo para as contas finais.

A meio do apuramento, em junho, a seleção nacional vai ter a oportunidade de conquistar a primeira edição da Liga das Nações, ainda mais com o estatuto de anfitrião da fase final da nova competição da UEFA.

Portugal defronta a Suíça, em 05 de junho, no Porto, no Estádio de Dragão, enquanto, no dia seguinte, a outra meia-final será em Guimarães, entre a 'renascida' Holanda e a Inglaterra, quarta classificada do último Campeonato do Mundo. A final será a 09, no Dragão.

A nível de recordes, Rui Patrício pode em 2019 ultrapassar Ricardo e Vítor Baia e tornar-se no guarda-redes com mais internacionalizações de sempre do futebol português. O guardião do Wolverhampton conta com 76 jogos, enquanto Ricardo chegou aos 79 e Baía aos 80.

Mesmo com 37 anos, Bruno Alves continua disponível para a seleção nacional e pode, no próximo ano, entrar na ‘exclusiva’ lista dos centenários, faltando apenas quatros jogos para se juntar a Cristiano Ronaldo (154), Luís Figo (127), João Moutinho (113), Nani (112), Fernando Couto (110) e Pepe (102).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.