Açoriano Oriental
OE2011
Ponta Delgada recorre ao tribunal para obrigar Governo a pagar dívidas
A Câmara de Ponta Delgada admitiu esta terça-feira recorrer ao Tribunal Administrativo para obrigar o Governo a pagar dívidas ao maior município dos Açores no valor de dois milhões de euros, aguardando o Orçamento de Estado para decidir sobre os investimentos em 2011.
article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: Lusa/AO online
Segundo Berta Cabral, a Câmara de Ponta Delgada é credora de metade dos valores em dívida pelo Governo aos municípios dos Açores por conta da quota de 5 por cento nas receitas do imposto sobre rendimentos singulares (IRS) reservada aos órgãos de poder local.

A presidente da Câmara de Ponta Delgada precisou estarem em dívida verbas referentes a 2009, pois “não foram pagos valores correspondentes às receitas de IRS cobradas entre Março e Dezembro desse ano”.

Berta Cabral referiu-se também aos problemas criados ao município pelo corte nas transferências do Estado que em 2010 atingem os 600 mil euros e a “retenção ilegal” pelo Governo de 400 mil euros por conta de pagamento ao regime de segurança social dos funcionários públicos (ADSE).
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.