Polícia ferido em Santa Maria corre risco de perder a visão

Polícia ferido em Santa Maria corre risco de perder a visão

 

Lusa/AO online   Regional   7 de Out de 2011, 14:04

Um dos três agentes da PSP alvejados na quinta-feira à noite no Aeroporto de Santa Maria, Açores, estava de folga e corre agora o risco de perder a visão, revelou hoje o Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL)

O sindicato, num comunicado do secretariado regional, refere que o polícia foi mobilizado para apoio à operação de captura de um homem, que, munido de uma caçadeira, disparou sobre os agentes da PSP para tentar impedir o embarque da esposa num voo para Ponta Delgada, em São Miguel.

Na sequência dos disparos ficaram também feridos o comandante da esquadra da PSP de Vila do Porto e outro agente, acrescenta o documento.

O SINAPOL "não aceita que mais elementos policiais sejam feridos no cumprimento da sua missão, sem que o poder político e a Direção Nacional da PSP tirem as devidas conclusões", defendendo a necessidade de serem adotadas medidas para "salvaguarda da integridade física dos profissionais".

O Sindicato Nacional da Polícia sublinha que, na origem dos incidentes de quinta-feira, esteve uma situação de violência doméstica, um tipo de crime com elevada incidência nos Açores.

Nesse sentido, recorda que "um elemento policial da Esquadra da PSP das Furnas (em S. Miguel) foi barbaramente atacado, na sequência de um caso de violência doméstica".

A Direção Regional do SINAPOL insiste na exigência do reforço do efetivo policial no arquipélago, alertando para a urgência da transferência para as ilhas de 40 agentes com pedidos nesse sentido.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.