PJ fez buscas na antiga SPRHI e há arguidos

PJ fez buscas na antiga SPRHI e há arguidos

 

Paulo Faustino   Regional   31 de Mai de 2019, 10:01

A PJ realizou ontem buscas nas instalações da Terceira e do Faial da extinta empresa pública Sociedade de Promoção e Reabilitação de Habitação e Infraestruturas (SPRHI), na sequência da sua investigação a eventuais crimes de participação económica em negócio, peculato e abuso de poder.

Segundo noticia a edição online da “Sábado”, foram já constituídos arguidos pelo menos três antigos administradores da SPRHI, incluindo o ex-presidente Joaquim Pires.

Criada em 2003 no seguimento do sismo do Faial e do Pico de 1998, a SPRHI possuía 21 trabalhadores em dezembro do ano passado, altura em que foi extinta - ativos esses que foram, em larga medida, integrados na Direção Regional da Habitação.

Segundo noticiou o AO, a SPRHI apresentava em 2017 uma dívida de 171,5 milhões de euros em resultado de encargos bancários assumidos com o sismo de 1998.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.