PJ detém empresário de restauração suspeito de homicídio


 

Lusa / AO online   Regional   24 de Set de 2007, 18:12

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de empresário de restauração, na ilha de São Miguel, Açores, suspeito do crime de homicídio qualificado de um homem de 24 anos.
Um comunicado da PJ adianta que o crime terá ocorrido na madrugada de sábado, após a vítima ter entrado num anexo da residência do detido, de 38 anos.

Alertado por um barulho estranho, o detido foi ao terraço da sua residência, mas como não viu nada regressou ao interior da casa, refere a PJ, acrescentando que, como "o barulho persistiu, este muniu-se de uma arma de fogo e voltou ao terraço" desferindo dois tiros, que atingiram a vítima, que já se encontrava na via pública para fugir.

Ferido numa mão e nas costas, a vítima conseguiu prosseguir com a fuga durante alguns metros e refugiar-se num recanto, onde acabou por falecer, revela a PJ.

Segundo o Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada, as diligências realizadas permitiram esclarecer o que aconteceu e apreender alguns objectos relacionados com a prática do crime, entre os quais a arma.

O detido foi hoje presente a tribunal para primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe ficado obrigado a permanecer na habitação.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.