PJ detém alegado segundo raptor de empresário na Terceira


 

Lusa / AO Online   Regional   19 de Set de 2008, 17:48

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um segundo suspeito do rapto de um empresário da ilha Terceira, um caso que remonta a Agosto deste ano.
    No final de Agosto, a PJ já tinha detido um homem de 31 anos, a quem foi aplicado a medida de coação de prisão preventiva.

    Na altura, a PJ referiu que a vítima, de 62 anos, foi "violentamente agredida" antes de ser libertada.

    A este empresário local foi exigida uma "elevada quantia" de dinheiro como resgate, mas, "face à impossibilidade da exigência ser satisfeita, foi libertado num local ermo da ilha Terceira", explicou a Judiciária.

    Poucas semanas depois, a PJ anunciou hoje a detenção do segundo suspeito, um homem com 39 anos com “antecedentes”, pela presumível co-autoria do rapto.

    Depois de presente a Tribunal para primeiro interrogatório, foi-lhe aplicada também a medida de coacção de prisão preventiva.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.