Açoriano Oriental
Pedro Sánchez diz que Montenegro "tem tudo" para se tornar um exemplo nos Balcãs

O presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, afirmou hoje que Montenegro “tem tudo” para se tornar “num grande exemplo” do objetivo de integração dos países dos Balcãs Ocidentais na União Europeia, instando o país a fazer as reformas necessárias.

Pedro Sánchez diz que Montenegro "tem tudo" para se tornar um exemplo nos Balcãs

Autor: Lusa /AO Online

As declarações de Pedro Sánchez foram proferidas durante uma visita à cidade de Podgorica, capital de Montenegro integrada num périplo pelos cinco país países dos Balcãs, isto depois de já ter estado na Sérvia e na Bósnia Herzegovina.

A mensagem que o presidente do Governo espanhol tem transmitido nestas visitas é o apoio de Espanha às aspirações europeias desses países.

Esse apoio foi manifestado ao Presidente de Montenegro, Milo Djukanovic, e ao primeiro-ministro montenegrino, Dritan Abazovic, nas reuniões que realizou com eles.

“Estaremos sempre perto. Defendemos o que sabemos ser possível e em Espanha sempre encontrará empatia, amizade e, acima de tudo, apoio à perspetiva europeia”, afirmou, acrescentando que “face à guerra na Europa (Ucrânia), “a unidade vai tornar os países mais fortes”.

Pedro Sánchez disse também que a Espanha reconhece os esforços levados a cabo por Montenegro para ser membro da União Europeia, uma vez que também viveu essa experiência nos anos 80.

Esse processo, explicou, levou Espanha a dar um salto na modernização e no progresso económico e institucional, assim como de estabilização e de paz.

Nesse sentido, incentivou Montenegro a se manter numa dinâmica positiva.

“A posição de Montenegro é imbatível para avançar rapidamente, se forem feitas as reformas. Montenegro deve tornar-se um grande exemplo para os Balcãs Ocidentais. Acho que tem tudo para ser”, afirmou.

Por seu turno, o presidente de Montenegro sublinhou que o único horizonte sustentável nos Balcãs Ocidentais é a União Europeia.

“Este é o melhor investimento geopolítico na paz e estabilidade do continente europeu”, considerou Milo Djukanovic.

O chefe de Estado de Montenegro classificou, ainda, como sendo um “acontecimento histórico” a visita de Pedro Sánchez ao país, a primeira realizada por um chefe de Governo espanhol, e disse ter muitas esperanças na presidência rotativa na União Europeia, que será da responsabilidade de Espanha durante o segundo semestre de 2023.

Montenegro passará também a ter um embaixador espanhol a residir na capital do país.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados