Passos e Cavaco visitam Canal do Panamá antes da cimeira

Passos e Cavaco visitam Canal do Panamá antes da cimeira

 

Lusa/AO Online   Nacional   18 de Out de 2013, 08:42

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o Presidente da República, Cavaco Silva, visitam esta sexta-feira antes do início da XXIII Cimeira Ibero-Americana, o Canal do Panamá, cujo alargamento tem sido apontado como uma oportunidade para Portugal.

 

A visita ao Canal do Panamá está marcada para as 11:30 locais (17:30 em Lisboa). Antes disso, também à margem da XXIII Cimeira Ibero-Americana, Passos Coelho e Cavaco Silva deverão reunir-se, hoje de manhã, com o Presidente do Paraguai, Horacio Cartes, num hotel da Cidade do Panamá.

A comitiva portuguesa inclui também o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete.

Às 14:30 locais (20:30 em Lisboa), o primeiro-ministro terá um encontro com o Presidente do Panamá, Ricardo Martinelli, seguido da assinatura de documentos bilaterais e de uma conferência de imprensa conjunta.

Por sua vez, Cavaco Silva participará num almoço de encerramento do Encontro Empresarial Ibero-Americano, às 13:00 (19:00 em Lisboa).

Mais tarde, os dois estarão na cerimónia de Inauguração da XXIII Cimeira Ibero-Americana, marcada para as 19:00 (01:00 de sexta-feira em Lisboa) e no tradicional jantar de Chefes de Estado e de Governo desta comunidade de países.

A Cimeira Ibero-Americana do Panamá tem como lema "O papel político, económico, social e cultural da comunidade ibero-americana no novo contexto mundial".

Pelo tráfego marítimo de porta-contentores que vai provocar, o alargamento do Canal do Panamá, uma ligação de cerca de 80 km entre os oceanos Atlântico e Pacífico inaugurada há cem anos, tem sido apontado como uma oportunidade para os portos portugueses, em especial o porto de águas profundas de Sines.

Passos Coelho referiu-se várias vezes ao papel que o porto de Sines poderá desempenhar na sequência desse alargamento e apontou como prioritária a melhoria das ligações ferroviárias para transporte de mercadorias de Portugal ao centro da Europa.

O primeiro-ministro chegou a afirmar que gostaria que a ligação do Porto de Sines à rede ferroviária europeia em bitola [distância entre carris] europeia estivesse "a ser executada até 2014", para aproveitar o alargamento do Canal do Panamá.

A sua visita e do Presidente da República ao Canal do Panamá acontece um dia depois de os governos de Portugal, Espanha e França terem assinado uma declaração conjunta comprometendo-se a criar um corredor ferroviário para a circulação de comboios de mercadorias em bitola [distância entre carris] europeia.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.